Algo deu errado com a conexão!

VÔLEI: Federação Internacional põe ordem na convocação da seleção

 Extra!
VÔLEI: Federação Internacional põe ordem na convocação da seleção
abril 15
13:20 2018

Se dependesse da Confederação Brasileira de Vôlei, os apelos sociais determinariam a chamada do técnico José Roberto Guimarães na convocação da seleção brasileira para a Liga das Nações.

Todo mundo fertilizando a ascensão da atacante do Vôlei Bauru à camisa nacional e o cenário ficou prontinho da silva para festa à Tiffany, atleta trans e que arrebentou nas últimas fases da Superliga.

O Brasil recebe a etapa inicial da Liga das Nações no próximo mês, jogos em Barueri, e o técnico José Roberto não chamou a oposta do Bauru.

Não por causa dele, tampouco por causa da Confederação Brasileira. Como já foi dito, a oposta encabeçava a lista. Acontece que a Liga das Nações não é do vôlei brasileiro e a escalação da trans dependeria da chancela de quem organiza, a Confederação Internacional de Vôlei.

Então a Fivb envia nota a todas seleções da LM, informando que ainda irá montar um grupo de estudo para o caso de atletas trans. E como não há nada definido no momento, a entidade que rege o vôlei no mundo não carimba a convocação da oposta do Bauru.

Tem muita gente bicuda porque Tiffany na seleção é tema de movimento ideológico no esporte. Um monstro na Superliga, a oposta cumpriu apenas 14 jogos e cravou 308 pontos, mais de 5 pontos por set – caso jogasse o Brasileiro desde o início, certamente deixaria a oposta Tandara para trás.

Aliás, a braçuda do vôlei de Osasco é uma que não concorda com a trans no vôlei feminino. Caso Tiffany fosse convocada, como ficaria Tandara?

A Liga das Nações toma o lugar do Grand Prix e da Liga Mundial, sendo que cada um dos 16 países sediam uma etapa. No caso do Brasil os jogos serão no José Corrêa, em Barueri e na segunda quinzena do mês que vem.

Os ingressos já estão à venda (veja no final da matéria) e a seleção recebe Alemanha, Japão e Sérvia. Na sequência o Brasil segue para etapas na Turquia, Holanda, China e Itália. A final será em 1º de julho, possivelmente na China.

Na lista do técnico José Roberto não há nenhuma atleta do Praia Clube e do Sesc Rio, equipes que decidem a Superliga. Na lista há apenas uma líbero, uma oposta e uma ponteira. Além de Tandara e Bia, da região tem a central Thaísa, emprestada do turco Eczacibasi ao Hinode Barueri.

 

NOTINHAS
– o que o QG Notícias sabe é que o técnico da seleção teve parada dura com a oposta Tandara, absolutamente contra a trans no feminino e, naturalmente, na rede do Brasil.
– então, parece que a decisão da Fivb ajuda tudo porque José Roberto estaria naquele xeque-mate com o risco de perder Tandara ao convocar a trans.

 

 

 

Convocadas

LEVANTADORAS
Macris – Camponesa Minas
Fabíola – Osasco Vôlei

OPOSTA
Tandara – Osasco Vôlei

CENTRAIS
Thaísa – Hinode Barueri
Adenízia – Scandicci/Itália
Carol – Nilufer Belediye/Turquia
Bia – Osasco Vôlei
Mara – Camponesa Minas

PONTEIRA
Rosamaria – Camponesa Minas

LÍBERO
Léia – Camponesa Minas

 

 

MATÉRIA RELACIONADA

Quer ver as meninas do Brasil em Barueri? Ingressos já estão à venda

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio

marciosilvio@qgnoticias.com

%d blogueiros gostam disto: