15.8 C
Osasco
21/05/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Geral Home Polícia

VÍDEO DA HORA: crime organizado declara guerra à Rota com mais um PM fuzilado

Cerca de 6h30 da manhã deste sábado na rua Artur Nascimento Júnior em Interlagos, zona Sul de São Paulo, e o cabo da Rota Fernando Flávio Flores saía de casa. Fechou a garagem e entrou no Fiat Doblô. Estava à paisana e tudo muito calmo na rua.

Mas na esquina estava parado um Hyundai I30 prata. Assim que o militar entrou no carro, o outro se aproxima e para: a partir de então é uma rajada de tiros de fuzil que crivaram o policial.

É a segunda execução de um servidor da Rota em dez dias, pois no último dia 25 o cabo Daniel Gonçalves fora abatido numa ação semelhante em Santos. Informações levantam que o cabo Gonçalves teria ligação com a chacina de 2016 em Osasco, a maior da história criminosa de São Paulo.

Sim, isso tem a ver com o crime organizado, a falange PCC que, segundo a inteligência da Polícia Militar, tem uma lista de morte com nome de policiais e de promotores públicos. Outro dado sobre o militar assassinado hoje, ele atuou nas transferências de líderes da rede criminosa para presídios federais e, também, na operação espetacular da Rota em Guararema, quando onze bandidos foram mortos.

A PM está em ação com o Ministério Público de São Paulo na Operação Jiboia, com missão de chegar à célula do PCC que está operando essa lista de morte. Poucas horas atrás na região de Parelheiros, zona Sul de São Paulo, a polícia encontrou um I30 incendiado. Com placa de Campinas, havia estojos de munições no interior.

É o crime organizado em guerra declarada à Rota.

Related posts

Paula Pequeno é dúvida no Bauru que visita o reformado Nestlé

Marcio Silvio

Ministro do Supremo, Dias Toffóli, é delatado na Lava Jato e pode ser expulso

Nilson Martins

Câmara de Osasco terá veículos locados aos vereadores com identificação e rastreador

Nilson Martins