25.6 C
Osasco
19/06/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Esporte Home

Tem cubana sendo apontada para o Osasco Vôlei

Ela disputou a temporada passada no Halkbank Ankara e agora está na janela com o Osasco Vôlei. A cubana Wilma Salas foi um dos destaques na Turquia e agora surge como possibilidade para posar de estrela na reformulação da equipe osasquense.

Não há notícias sobre a sérvia Nadja Ninkovic, nada sobre renovação ou partida. Caso ela continue e sendo confirmada a negociação com Salas, a dupla de estrangeiras já estaria sendo fechada.

A oposto cubana pode ser o nome que Osasco aguarda para dar o passo seguinte – apresentar o novo patrocinador. O silêncio segue mórbido quanto a isso, justamente porque o técnico Luizomar de Moura ainda não tem o time definido.

A levantadora Claudinha, campeã brasileira com o Praia Clube, é um grande nome já anunciado mas a direção do time de Osasco sabe que precisa de mais, de uma internacional.

Dias atrás surgiu o nome da americana Destinee Hooker, mas na Europa está sendo confirmada a transferência dela para o turco Galatasary. Ouve-se que a rainha do Minas Tênis até assinou com a equipe turca mas nada de oficial ainda.

Por conta disso, também seguem boatos sobre Hooker estar encaminhada com Osasco. Por outro lado, quanto a Wilma Salas a pegada é mais quente porque o nome dela circula bombando e com todas janelas de transferência apontando para o Liberatão de Presidente Altino.

A oposta Wilma Salas Rosell Aslihanova tem 27 anos e 1,88m, chegando a 3,21m atacando. Jogadora da seleção, se vingar para Osasco será mesmo um reforço e tanto.

 

Patrocinador, quando?

Desde que a Nestlé deixou a camisa de Osasco que há muita expectativa sobre o sucessor. E se até agora o silêncio é lei, deve-se mesmo a esse momento de negociações.

O campeão Praia Clube segue com um grande elenco, o Minas está igualmente bem estruturado assim como o Sesc Rio, todos com importantes contratações.

Para não repetir a temporada ficando para trás, Osasco precisa encarar de igual para igual. A levantadora Claudinha é mesmo um bela pedida e o nome de Salas reforça o ânimo da torcida.

Osasco perde a oposta Tandara para o vôlei chinês; muitos já carimbam a central Bia para o Sesc Rio, só que também não há nada de oficial nisso – a última fala da jogadora sobre o mercado é que toda preferência seria para continuar aonde estava.

Então, a diretoria está nesse corre para fechar logo o link de estrelas na rede osasquense e, assim, anunciar o novo patrocinador. E até que se surja o contrário, o nome documentado que se tem é o do Bradesco Prime.

A Vedacit segue na camisa da equipe, segundo o próprio Luizomar de Moura já confirmou. Na temporada passada, a chegada da Vedacit possibilitou a participação de Osasco no Mundial do Japão e, na folha de pagamento, os salários da sérvia Ninkovic e da peruana Ángela Leyva.