17.5 C
Osasco
19/05/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Esporte Home

Seleção ameaça sobrecarga ao joelho e central Thaísa pede para sair

O técnico José Roberto Guimarães convocou a seleção brasileira para os primeiros trabalhos visando a Liga das Nações. Se na lista de ontem a grande surpresa foi a líbero Camila Brait, ausente desde 2016, a baixa da vez fica para a central Thaísa.

Já desligada do Hinode Barueri, a jogadora aparece nos rumores do mercado indo para o Itambé Minas, sem bem que antes de ter o nome nessa janela a própria central falara de convite polpudo do vôlei chinês.

Voltando à seleção, a jogadora tratou disso diretamente com o técnico José Roberto. Pensando na temporada que segue, a central do Brasil decidiu ficar de fora da lista de chamada. Após dez anos com a camisa amarela ela pede para sair e diz, claramente, que é para não sobrecarregar o joelho.

Todo mundo sabe do drama que a moça sofreu, ressurgindo de uma lesão que quase a aposentou das quadras. Retornou das cinzas para voltar a mostrar um vôlei de alto nível na Superliga e pelo Hinode Barueri. Nessas duas temporadas ela vem jogando com proteção no joelho esquerdo e que vai fazer uma pré-temporada sem risco algum.

Mas para isso, nada de seleção. A central justifica que o retorno ao alto nível exigiu muito esforço físico e mental e que, agora, a hora é de descanso. Diz que o planejamento é por uma pré-temporada tranquila. “Com o ritmo de seleção o tempo útil do meu joelho vai diminuir em muitos anos”, explica a fera. “Hoje jogo e treino normalmente sem problemas mas o acúmulo de treinos e jogos (na seleção) seria muito ruim pra mim. Foi uma escolha minha”, finaliza a bicampeã olímpica, sobre pedir baixa da camisa amarela.


Ainda sobre a pré-temporada, resume que os trabalhos físicos são para fortalecimento muscular: “Estando na seleção a gente não consegue”. Na temporada da Superliga ela foi um dos destaques ao cravar e ultrapassar o milésimo ponto de bloqueio.

Related posts

PTB está de olho na sucessão de Geraldo Alckmin, ao governo de São Paulo, em 2018

Marcio Silvio

QG PLANTÃO: seleção continua em Barueri

Marcio Silvio

VÍDEO DA HORA: jogador dá joelhada de muay thai em árbitro

Marcio Silvio