16.5 C
Osasco
20/05/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Cidades Home

VÍDEO DA HORA: professores em manifestação tensa em Sampa

Professores protestam em São Paulo

Quarta-feira tensa com protesto de professores na Câmara Municipal de São Paulo. Confronto com agentes da Guarda Civil e também com força da Polícia Militar resultou em muitos feridos.

O procedimento da segurança foi por conta de tentativa de invasão e com os manifestantes causando estragos. Bombas de gás lacrimogênio rolaram mas o confronto corpo a corpo foi inevitável. Os professores protestavam contra a reforma da Previdência que aponta aumento da alíquota básica de 11 para 14%.

 [wp_ad_camp_1]

O tumulto aconteceu no início da tarde e tocado pela maioria dos manifestantes que estava fora da sessão aberta na Câmara – só uma parte dos protestantes entrou.

Usando gradis como arma, quebraram vidros da porta, mesmo sendo blindados. Pedras também rolaram contra os agentes, sendo que no interior da Câmara o pau também rolou.

A sessão foi interrompida por volta das 15h20 e, após a Casa se livrar do público, os trabalhos foram retomados. E após 40 minutos de discussão os vereadores aprovaram a proposta do Executivo. Agora o projeto passa por mais duas comissões antes de voltar à plenária para votação.

“Houve uma invasão, é preciso estar claro”, disse o prefeito João Doria, quanto aos professores. “A prefeitura, a figura do prefeito, não justifica nem ampara nenhum tipo de invasão…”. Ele também destacou que houve excesso na ação da Guarda Civil, deixando feridos.

Os professores municipais estão em greve, movimento que chega a 93% da categoria, número que resulta em 1.550 escolas.

Lembrando que professores e servidores de outros setores sustentam greve desde o último dia 8 – profissionais que prestam serviços em diversas áreas da prefeitura.

 

Related posts

Oeste faz 2 a 1 no São Bernardo e fica a um empate da elite

Marcio Silvio

Audax com duas rodadas para fechar o amargo 1º turno da Superliga

Marcio Silvio

Bancos integram rede de apoio para reconstruir Museu Nacional

Marcio Silvio