Algo deu errado com a conexão!

Osasco perde nova Ceagesp por causa do trânsito travado

 Extra!
Osasco perde nova Ceagesp por causa do trânsito travado
março 02
15:32 2018

Que tal a nova Ceagesp em Osasco? Isso foi muito bem estudado pela prefeitura de São Paulo, só que a indicação parou no trânsito. Osasco é uma cidade engarrafada e sem condições para o megaprojeto da Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo.

Por baixo, movimentação diária de 5 mil caminhões. O local cobiçado pela prefeitura fica no Km 18, área do Exército. E o motorista que conhece bem a região seja indo pela avenida dos Autonomistas ou pelo entorno, sabe das dificuldades.

E quando chove então, tudo fica ainda mais impraticável. Osasco é uma grande cidade e o trânsito é uma das consequências negativas em nome do progresso.

[wp_ad_camp_1]

Os grandes empreendimentos imobiliários resultam numa avalanche de veículos. As ruas não dão conta, a engenharia de trânsito sofre nesse caos e a rotina diária do motorista são os congestionamentos.

Sim, o trânsito foi o primeiro impedimento para Osasco. A outra razão tem a ver com o terreno do Exército, já que isso demandaria uma mão de obra jurídica estressante.

Que o município tem excelente localização, tem, mas isso não significa fluidez. Quem sai da Castelo Branco ou do Rodoanel passa por uma via crucis até a região central.

 

Osasco fora, Perus

Com Osasco fora, a prefeitura de São Paulo leva a sede para Perus e margeando o Rodoanel, um terreno de quase 2 milhões de metros quadrados e já à disposição.

A Ceagesp recebe até 60 mil pessoas por dia e o novo projeto aumentará esse fluxo sobremaneira. De fato, Osasco não daria conta.

 

A nova Ceagesp que poderia ser em Osasco

O novo projeto em Perus também muda o nome para Nesp, Novo Entreposto de São Paulo, um complexo que com hotel, centro comercial e nova estação da CPTM.

A localização vizinha à rodovia dos Bandeirantes livra o fluxo de um grande centro como o de Osasco. Tanto é que os técnicos do novo projeto estimam que o motorista terá economia de até 25% no tempo de acesso.

As obras devem começar até no final deste ano, a previsão de entrega é para 2021 e o projeto tem orçamento  de R$1,5 bilhão.

♦ rodovia dos Bandeirantes, km 28,6 – Perus;
♦ interligação com Rodovia Anhanguera;
♦ proximidade Rodoanel, permitindo conexão com as principais rodovias de São Paulo – recebendo e distribuindo produtos para todo Brasil;
♦ antes do Pedágio;
♦ linha da CPTM – cargas e passageiros;
♦ a 16 km do Ceagesp.

 

02. Trânsito de Osasco impede instação da Ceagesp 1

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio

marciosilvio@qgnoticias.com

%d blogueiros gostam disto: