Algo deu errado com a conexão!

Juíza derruba Ministério Público e bloco da tortura vai para o carnaval

 Extra!
Juíza derruba Ministério Público e bloco da tortura vai para o carnaval
fevereiro 03
17:09 2018

Quando o Ministério Público de São Paulo denunciou o bloco Porão do Dops por apologia à tortura (período do regime militar), os carnavalescos entraram com recurso e agora vão à folia porque o bloco está liberado conforme sentença da juíza Daniela Pazzeto Meneghine Conceição, da 39ª Vara Cível.

Ela rejeitou o pedido de liminar do MP e abre-alas para o Porão do Dops desfilar no próximo dia 10. A decisão da juíza vence os promotores Eduardo Valério e Beatriz Fonseca que, no pedido de censura prévia, apontam que o bloco homenageia personagens ligados à tortura, além de a promoção para o desfile ser flagrante apologia.

 

[wp_ad_camp_1]

 

E qual a justificativa da juíza? Ela cita o artigo 5º da Constituição que garante diretos individuais e coletivos, liberdade de expressão e de manifestação de pensamento. Firmada nisso, ela nega o pedido do Ministério Público.

Mas os responsáveis pelo Porão do Dops juram que não há apologia alguma à tortura e que o carnaval será em local privado. “A gente reconhece que houve uma repressão, mas a gente não reconhece a ditadura”, disse Stefanny Papaiano, um dos coordenadores.

 

 

MATÉRIA RELACIONADA

MP censura bloco carnavalesco Porão do Dops: apologia à tortura

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio

marciosilvio@qgnoticias.com

%d blogueiros gostam disto: