15.9 C
Osasco
17/07/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Esporte Home

Com Jaqueline OK, Hinode Barueri mais forte contra favorito Nestlé

Jaqueline não jogou contra o Nestlé

Que fez falta, fez. A ponteira Jaqueline não atuou no primeiro jogo das quartas de final e viu o Hinode Barueri cair em Osasco diante do Vôlei Nestlé, 3 a 1.

Com lesão no ombro direito, a estrela ficou nas arquibancadas e sofreu barbaridade. Viu as colegas forçando a barra diante da supremacia da casa, mas ponto a ponto o Nestlé foi fazendo o placar e levou a parada.

[wp_ad_camp_1]

Agora vem o segundo jogo da série de três e as meninas de Barueri precisam da vitória, resultado que força a terceira partida. Dando Osasco novamente, então a vaga às semifinais é do Nestlé.

O primeiro jogo foi no Liberatão, o próximo será no José Corrêa. E já há uma muvuca tensa nas redes sociais com a torcida do HB trocando juras e garantindo ginásio lotado no sábado – entrada franca.

 

Por que Jaqueline não jogou?

E por que Jaque não foi para o jogo contra Osasco? Se o técnico José Roberto Guimarães pedisse, ela entraria em formação. Acontece que nos treinos de sexta-feira a ponteira reclamou de incômodo no ombro e o treinador ficou esperto.

Assim, entre escalar a jogadora, correr risco de ver a lesão se agravar e de tê-la fora da segunda partida em casa, o técnico optou pela baixa de Jaque em Osasco e pela garantia dela em Barueri.

Resumindo o clássico de domingo de manhã no Liberatão, o Vôlei Nestlé jogou bem e levou o placar com todos os méritos, mas também contou com muitos erros do adversário – e alguns bem bobos.

Taticamente o Hinode Barueri sabe o que fazer para anular as subidas de Tandara e as largadinhas que foram tensas, só que na prática nada deu certo porque faltou entrosamento.

Ainda que com jogadoras experientes, o coletivo ficou devendo, fundamento no qual o Nestlé vai de boa. Segundo o próprio treinador do HB, o time pecou no saque e no passe.

 

Recuperar saque e passe

José Roberto deu ponto positivo para o bloqueio, melhorando muito com a chegada de Thaísa. “Fizemos dezenove pontos, o que é interessante, mas poderíamos ter feito muito mais”, considerou.

Quanto ao ataque do Nestlé, o técnico não se ilude sobre essa conversa de marcar a braçuda Tandara. Para José Roberto a oposta está numa fase excepcional e quase impossível de ser marcada.

Lembrando o jogo de anteontem em Osasco, os números das três parciais mostram que Barueri jogou mesmo de igual para igual, erros táticos e individuais à parte.

 

Como está o playoff

O Nestlé abriu a 1ª parcial com 25 a 23, o HB foi monstrão no 2º set e fez 30 a 28 e depois Osasco respondeu com 28 a 26; o 4º set foi nada a ver com relação aos outros, o Nestlé deitou e rolou diante de um Barueri que literalmente largou a mão.

O time de Osasco, comandado por Luizomar de Moura, venceu essa primeira série e vai em busca da segunda. Portanto, está mesmo na boca da classificação às semifinais.

Isso significa que o Hinode Barueri precisa devolver a derrota no jogo de sábado agora, às 17h no José Corrêa e, então, ir em busca da segunda vitória no terceiro jogo. Se isso acontecer, será novamente na casa do Nestlé, dia 20.

 

 

Números do primeiro duelo

VÔLEI NESTLÉ – por jogadoras
– ataque

Tandara 30 pontos
Mari 13
Nadja Ninkovic 13
Ángela Leyva 13
Bia 9
Lorenne 3
Fabíola 2
Carol Albuquerque 1

– bloqueio
Ninkovic 5 pontos
Leyva 3
Mari 3
Bia 3
Lorenne 1
Tandara 1

– ace
Leyva 2
Tandara 1
Mari 1
Bia 1

 

HINODE BARUERI – por jogadoras
– ataque

Kasia Skowrońska 15 pontos
Erika 14
Thaísa 13
Fran 12
Suelle 8
Carli Lloyd 6
Sara 4

– bloqueio
Lloyd 4
Fran 4
Thaísa 4
Erika 1
Suelle 1

– ace
Erika 2
Thaísa
Suelle 1
Lloyd 1

 

 

Jaqueline não jogou contra o Neslté