Jaque volta a ser ponteira e já está com a seleção brasileira no Japão

 Extra!
Jaque volta a ser ponteira e já está com a seleção brasileira no Japão
junho 19
19:58 2018

A fratura da atacante Drussyla força mexida na seleção e o técnico José Roberto Guimarães não vacila para preencher a vaga – chama a então líbero Jaqueline. Líbero? Sim, ao ser convocada para etapa inicial da Liga das Nações, a jogadora do Hinode Barueri fez estreia como líbero.

Passada a fase disputada em Barueri, ela ficou cuidando do condicionamento e também para resolver de vez um incômodo no ombro. Nesse ínterim a seleção vai avançando na Liga das Nações e agora treina para encarar a fase final.

No entanto, tem a baixa de Drussyla, fratura na mão direita e que força o corte na seleção – a atacante já está no Brasil para os devidos cuidados. Se Drussyla sai, a vaga fica para Jaqueline. Não, não como líbero mas na posição de origem, ponteira.

Motivada e ainda mais feliz por retomar a função na boca da rede, cortou 35h de viagem até Satsumasendai, onde a seleção cumpre aclimatação. Jaque chegou e já foi para um treino de condicionamento leve.

Ela se junta às levantadoras Roberta e Macris, às opostas Tandara e Monique, às centrais Adenízia, Bia, Mara e Carol, mais as líberos Suelen e Gabiru. De volta à ponta, Jaque forma a posição com Gabi, Amanda e Rosamaria.

Certo, e por que José Roberto chama a jogadora como ponteira? Porque quando nesse período de treino em Saquarema, os trabalhos diários de Jaqueline eram como líbero e também como atacante. Ou seja, o técnico queria a bicampeã olímpica nos cascos em ambos fundamentos.

A fase final da Liga das Nações começa dia 27 e vai até 1º de julho, sendo que o Brasil estreia contra a Holanda dia 28, às 8h15 no horário daqui. Essa fase reúne as mais fortes do mundo como Estados Unidos, Sérvia, Turquia e China.

As seleções estão divididas em dois grupos de três e a China completa o A com Brasil e Holanda,  com jogos dentro dos grupos e com as duas melhores avançando às semifinais.

 

Fala, Jaque!

Estou vindo para essa fase final com o objetivo de ajudar o grupo. Fiquei muito triste com a lesão da Drussyla que fez uma grande competição. O Brasil teve uma fase de classificação muito positiva e o grupo está focado. Estou aqui disposta a ajudar da melhor forma possível. É mais um desafio na minha carreira.

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio

marciosilvio@qgnoticias.com

Artigos Relacionados

Check Page Rank