16.5 C
Osasco
20/05/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Esporte Home

Hinode Barueri não avança na Superliga mas torcida se consagra

Torcida do Hinode Barueri

Noite de sábado e jogo decisivo para o Hinode Barueri no José Corrêa. No último dia 17 o poliesportivo de Barueri ficou apinhado com a torcida dando toda moral às meninas da casa contra o favorito Vôlei Nestlé.

Segunda rodada do playoff das quartas de final e o HB precisava da vitória para forçar o terceiro jogo. Não deu. O time de Osasco levou por 3 a 1, pondo fim à temporada para Barueri na Superliga.

No entanto, nessa Superliga a torcida se consagra e aponta fazer frente à do Vôlei Nestlé em 2019, que na temporada bateu recorde de público no Liberatão de Presidente Altino.

Cidades vizinhas, podem mesmo alterar o mapa dos grandes duelos do vôlei. Quando se fala em Osasco x Rio de Janeiro o papo é outro, mas Barueri chega com uma torcida surpreendente na temporada de estreia.

No jogo do dia 17, mais de 4 mil pessoas enfeitando o José Corrêa que abriga até 5 mil. A carga máxima do Liberatão de Osasco é 4 mil, o que vale dizer que com casa cheia o HB supera.

 

Barueri x Osasco

E as imagens estão aí, festa belíssima do torcedor na decisão das quartas de final. O time de Barueri vai para o recesso da temporada, mas anunciando que o dérbi vai pegar nas arquibancadas.

Se o Nestlé tem a maior torcida, a do Hinode tem a segunda. E outro detalhe a favor dessa torcida emergente: a história em Barueri é recente, contra Osasco que tem mais de duas décadas.

Barueri teve uma breve experiência na Superliga em 2013, aproveitando vácuo deixado por Jacareí, que com tudo acertado para a temporada, anunciou desistência.

Aquele time contava com a ponteira Renatinha, hoje no Fluminense, e com a levantadora Fernandinha, campeã olímpica e hoje ligada na Superliga B. Elas conversaram com a prefeitura de Barueri e conseguiram apoio.

 

História é recente

Foi assim que a cidade entrou na Superliga. Mas ficou só aquela temporada, por falta de interesse municipal. Retornaria em 2016 com o técnico José Roberto Guimarães na Taça de Prata da Confederação Brasileira.

Campeão, o novo Barueri classificou-se para a Superliga B 2017; mais um título e, por fim, acesso à elite do nacional. Portanto, um história curta para tamanha torcida.

Começando por uma comissão técnica de seleção brasileira, o Hinode Barueri chega às rodadas de despedida com um time de estrelas.

Começou resgatando a ponteira Jaqueline e depois emplacou com a polonesa Katarzyna Skowrońska, levantadora que atende resumidamente por Kasia.

Não ficou nisso e o técnico José Roberto recupera a central Thaísa. Lesionada e aparecendo apenas nas últimas partidas, ainda assim é uma monstrona do vôlei mundial e dispensa comentários.

Nesse ínterim, acertos com a melhor atleta 2017 dos Estados Unidos, a levantadora Carli Lloyd. Então, se a torcida do HB chega junto nessa grande festa é porque vê que a diretoria tem planejamento.

 

As meninas do HB

No entorno das estrelas já citadas o Hinode Barueri tem atletas valentes e que valorizam barbaridade o espetáculo. Agora fica a expectativa por mexidas no elenco, definição das estrangeiras – incluindo Thaísa que deve retornar para a Turquia.

Como o planejamento é para o ano que vem, o torcedor pode apostar que Barueri vai manter o alto nível nas contratações. Agora, a última escalação (por ordem de numeração) no dérbi contra o Vôlei Nestlé e com o José Corrêa apinhado.

1. líbero Natinha – Natália Pereira de Araújo, 20 anos e 1,62m
2. líbero Dani Terra – Daniela Terra Fernandes de Araújo Guimarães, 23 anos e 1,66m
3. ponteira e capitã Erika – Erika Kelly Pereira Coimbra, 37 anos e 1,80m
4. ponteira Edinara – Edinara Brancher, 22 anos e 1,84m
6. levantadora Ana Cristina – Ana Cristina Vilela Porto, 35 anos e 1,73m
7. central Saraelen – Saraelen Leandro Ferreira Lima, 23 anos e 1,84m
8. ponteira Jaqueline – Jaqueline Maria Pereira de Carvalho Endres, 24 anos e 1,86m
9. ponteira Suelle – Suelle do Prado Oliveira, 30 anos e 1,87m
10. ponteira Tai Santos – Tainara Lemes Santos, 18 anos e 1,86m
11. levantadora Lloyd – Carli Ellen Lloyd, 28 anos e 1,80m
12. levantadora Naiane – Naiane de Almeida Rios, 22 anos e 1,80m
13. central Fran – Francynne Aparecida Jacintho, 25 anos e 1,89m
14. oposto Sara – Sara Aparecida Dias da Silva, 23 anos, 1,85m
16. central Thaísa – Thaísa Daher de Menezes, 30 anos e 1,96m
17. oposta Kasia Skowrońska – Katarzyna Ewa Skowrońska-Dolata, 33 anos e 1,88m

 

Torcida do Hinode Barueri

Related posts

FPF carimba Série A3 com GEO e Audax entre os 16 clubes

Marcio Silvio

Antony de Osasco, finalista do Paulistão com o São Paulo

Marcio Silvio

AUDAX: semifinal em Itaquera com telão no estádio do Rochdale

Marcio Silvio