15.8 C
Osasco
21/05/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Esporte Home

Ginásio de esportes abandonado em Osasco: cadê os R$4,3 milhões recebidos há um ano para reforma?

Ginásio Ives Tafarello

O novo ginásio do Jardim das Flores será uma referência esportiva. Isso foi muito divulgado em fevereiro do ano passado, quando a prefeitura de Osasco noticiou reforma do Ives Fafarello. Mas um ano após aquele festim…

Era divulgado que o governo federal já havia mandando verba suficiente para também mexer no ginásio Domingos Piteri, zona Norte.

Esses projetos já contavam com Brasília. Com isso em mãos, o passo seguinte seria por mais recursos para completar o custo final de R$6,7 milhões .

Sim, R$5 milhões já estavam sinalizados, tanto que em 15 de fevereiro de 2017 Osasco comemorava R$4,3 milhões na conta.

A prefeitura até apontava o início das obras para o segundo semestre daquele ano – e para o ginásio Piterão da Vila Ayrosa seriam R$2 milhões.

Tudo garantido mesmo, já que o próprio prefeito esteve em Brasília. Ele acertou os projetos tipo olho no olho e retornou dando a grande notícia.

 

Ginásio de excelência não sai do papel

O projeto do novo Ives Tafarello é mesmo de alto padrão e com traços que aproveitam a área verde do parque da Fito.

Com uma temática ecológica e nos padrões europeus, o novo Ives enquadra-se nas medidas da Fifa e, portanto, habilitado para todas as modalidades de salão.

Isso significa quadra para seleção de futsal, de handebol e até para treinos de excelência de basquete, vôlei, ginástica, artes marciais…

Mas tudo isso é papel. Por fim, cabe o interrogação: por que as obras não rolaram conforme a voz do prefeito e cadê os milhões de Brasília?

 

O Ives Tafarello vai bem?

A realidade é mórbida. Mas o ginásio tem história que vai morrendo nesse abandono. Osasco tem dois bons ginásios, um é o Geodésico da Cidade das Flores, outro é o Liberatão de Presidente Altino, do vôlei feminino.

Os ginásios são antigos, enquanto o esporte evolui e exige acompanhamento estrutural. O Liberatão se safa porque a Nestlé está lá e cuida.

 

Uma história: o boxe começou no velho Ives

Meados dos anos 90 um ringue armado dava início a uma era espetacular do esporte. O sucesso foi tanto que a cidade ficou famosa como Capital do Boxe.

Com o Ives não comportando mais, o ringue foi para o Geodésico e também para o Liberatão, com lutas internacionais e televisão ao vivo.

Foi mesmo uma grande jogada esportiva de Osasco e tudo começou no modesto Ives Tafarello e que naquela época já estava um caos.

O ginásio também era famoso pelos grandes campeonatos do salonismo, tanto que recebeu batismo de Templo do Futsal. No entanto, a alegria da moçada não durou muito.

As modalidades cresciam e a Secretaria de Esportes não tinha aonde abrigar a ginástica artística, uma potência então.

O jeito foi improvisar tudo na quadra do velho Ives. Depois disso o ginásio perdeu-se de vez e hoje é um cenário mórbido cuja história vai sumindo na quadra mofada.

Ginásio Ives Tafarello

Related posts

Olímpica Aline Silva confirma favoritismo com ouro para Cotia

Marcio Silvio

IMPEACHMENT: Michel Temer já escolhe nomes para compor seu governo

Marcio Silvio

Audax e Corinthians são rivais no Brasileiro Feminino: veja os grupos

Marcio Silvio