21.6 C
Osasco
27/06/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Esporte Home

É fim de papo para Tandara na China e Itália entra em quadra

A imprensa especializada na Europa está apontando o Imoco Volley Conegliano como próximo destino da oposta Tandara. O Guangzhou Evergrande não fez uma temporada como esperava e nem a atacante brasileira rendeu o que pode.

Em novembro ela sofreu uma forte torção e quando voltou para o jogo no mês seguinte, não pôde fazer quase nada para ajudar a equipe que já degringolava. Na semana passada o Ghangzhou foi sumariamente eliminado da Liga Chinesa.

Tandara cravou 34 pontos contra o Jiangsu pela 11ª rodada, o time chegou ao tie-break mas o placar foi do adversário. O Ghangzhou é o penúltimo do nacional e sem nenhuma chance na temporada.

Ao contrário do calendário no Brasil, a competição na China é bem curta e termina neste mês. É uma estratégia do mercado local para negócios monstruosos com o vôlei europeu, particularmente.

Dificilmente a ex-Osasco segue no clube e o Ghangzhou já tem sinalização dos dirigentes italianos que também cobiçam a búlgara ponteira Dobriana Rabadzhieva.

O Conegliano não segurou a ponteira americana Megan Hodge e, portanto, cobrir a vaga estrangeira com Tandara seria mesmo um grande negócio. Pietro Maschio é o presidente do clube e confirma interesse com o mercado chinês.

Mas gringas não são problemas no time que tem as americana Kimberly Hill (ponteira) e Karsta Lowe (oposta), mais a croata oposta Samanta Fabris. No calendário, o Conegliano tem a Champions League e, no nacional, vem atrás do Novara e do Scandicci da central Adenízia.