QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo

Deputados petistas culpam base de Temer pela violência contra Lula

Deputados petistas culpam base de Temer pela violência contra Lula
março 28
23:12 2018

Deputados da bancada petista na Câmara culparam nesta quarta-feira parlamentares da base de sustentação do governo Michel Temer por incitar a violência política contra adversários. Segundo os petistas, o partido está coletando vídeos, comentários em redes sociais e áudios onde os parlamentares e seus simpatizantes estariam estimulando “grupos fascistas” e “milícias” a agirem contra a caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Procurada, a Procuradoria-Geral da República, órgão responsável por requerer a federalização das investigações à Justiça, informou não haver qualquer previsão de que isso ocorra. Por meio da assessoria, a PGR disse que não se pronunciaria sobre os tiros contra a caravana de Lula.

Na entrevista nesta manhã na Câmara, os deputados Paulo Teixeira (PT-SP), Marco Maia (PT-RS) e Celso Pansera (PT-RJ) disseram que estão levantando provas contra “vários deputados” da base governista, entre eles Jerônimo Goergen (PP-RS), Luiz Carlos Heinze (PP-RS) e o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ). Militantes também estão sendo identificados e serão denunciados à Polícia Federal.

Contra Bolsonaro, dizem os petistas, há um vídeo do parlamentar no Espírito Santo onde ele teria incentivado ações violentas contra adversários. Eles também contam que apoiadores de Bolsonaro, identificados por camisetas e faixas, estariam acompanhando a caravana na região sul do País. “Há uma incitação à violência de forma cabal”, disse Marco Maia.

Os deputados cobraram que o atentado contra a caravana seja investigado por forças federais e pela Procuradoria Geral da República (PGR) por entenderem que há uma escalada de violência contra setores políticos motivada pela polarização do cenário. “Se não fizerem isso, teremos outras mortes”, alertou Maia, se referindo ao assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ). Os petistas afirmaram que há um clima de deteriorização da democracia e disseram que o País passa por uma fase de “mexicanização”. (Conteúdo Estadão)

Sobre o Autor

Nilson Martins

Nilson Martins

nilsonmartins@qgnoticias.com