15.8 C
Osasco
21/05/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Polícia

Crime violento cai em 79 cidades de São Paulo

O risco de sofrer um crime violento caiu em 79 dos 139 municípios paulistas (57%), de acordo com o Índice de Exposição à Criminalidade Violenta (IECV), análise produzida pelo Instituto Sou da Paz a partir de indicadores da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo – o estudo leva em consideração cidades com população maior que 50 mil habitantes.

D e acordo com a análise mais recente referente ao ano de 2018, e divulgada agora com exclusividade pelo Estado, São Paulo tem um novo município mais violento: Itanhaém, na Baixada Santista, que não se reconhece em tamanho risco. A cidade onde o risco de sofrer um crime é considerado menor é Vinhedo, próximo a Campinas, onde a Guarda Municipal é um trunfo no combate ao crime. O que separa a cidade mais violenta da menos violenta do Estado são 25 homicídios, 732 roubos e 52 estupros.

A diminuição geral do índice do Estado no ano passado pode ser atribuída à continuidade na queda do patamar de homicídios, à redução da quantidade de roubos totais, o que inclui roubos a pedestres, residências e comércios, por exemplo. Contrasta com a queda, a alta nos registros de estupro, que no fim do ano chegou a obter quedas mensais, mas fechou o ano com uma alta total.

A coordenadora de projetos do Instituto Sou da Paz, Ana Carolina Pekny, diz que um dos fatores que mais explica a discrepância entre as cidades paulistas é a taxa de homicídio observada nelas. Cidades como Itanhaém e Lorena chegam a ter um índice por 100 mil habitantes quase quatro vezes maior que a média do Estado. “É uma incidência muito maior do que média. E como vemos a queda nos números totais no Estado, nem sempre é percebida com a devida atenção a taxa nessas cidades”, diz. (Conteúdo Estadão)

Related posts

Vereadores reeleitos conseguem sair da prisão e tomam posse domingo

Nilson Martins

Senado endurece pena para quem matar policial; passa ser crime hediondo

Marcio Silvio

Andrea Neves, irmã de Aécio já está cumprindo prisão domiciliar com tornozeleira

Nilson Martins