21.6 C
Osasco
27/06/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Esporte Home

Braçuda impossível: Vôlei Nestlé faz 3 a 1 no Praia e classificação fica para sexta-feira

E o Vôlei Nestlé se supera num momento de decisão. Precisava da vitória para não ser eliminado da Superliga e conseguiu o resultado, 3 a 1 no fortíssimo Praia Clube, 4ª rodada do playoff semifinal.

Agora a série está novamente empatada e com duas vitórias para cada lado, o que força o quinto e decisivo set na próxima sexta-feira, às 21h30 em Uberlândia.

O 1º set foi um show espetacular de Tandara e com Osasco fechando com 31 a 29. Portanto, parcial de longa duração, 40 minutos de bola superdisputada.

Já na 2ª parcial as meninas do Nestlé entram ferozes e vão encurralando; no entanto, lance a lance as mineiras vão cercando e dando pressão.

O duelo vai no mano a mano e o Praia chega ao set point com 24 a 23, mas com dois pontos de Bia o Nestlé devolve o ponto de set; Tandara manda para fora mas Leyva salva a pátria e recoloca o time no páreo, sendo que no lance seguinte tem a americana Fawcett mandando para fora e dando o 2º set para a casa, 27 a 25.

Com 2 a 0 na conta, tudo mais tranquilo para as meninas de Osasco. Mas quem apostava num Praia secado para o 3º set, viu Fabiana mais agressiva e fazendo a rede mineira crescer. Após ficarem atrás, elas chegam ao empate por 21 a 21 e viram o marcador.

Tensão sobre a torcida da casa, até que Amanda toca na rede e dá empate para Osasco, 22 a 22; mas no lance seguinte vem Fabiana numa escorada para retomar a dianteira, 23 a 22.

A resposta vem com levantamento espetacular de Fabíola para a chegada cravada de Tandara, 23 a 23, e Mari completa pela direita em cima de Fê Garay, 24 a 23, set point que Fabiana impede ao empatar novamente, 24 a 24.

E tem Fabiana novamente, bolaça em cima de Tássia para retomar a vantagem e buscar o set point, 25 a 24. O técnico Luizomar de Moura começa a bater boca com o 2º árbitro, reclamando de toque na rede do Praia.

Mas foi só para gelar o set point do adversário, saque de Amanda que tem defezaça do Nestlé, mas com Mari ficando na marcação de Fabiana e Amanda, 1 a 2 com 26 a 24. E é isso aí, o Praia está de volta ao jogo.

 

De igual para igual

Claro que o Praia volta turbinado para empatar o jogo no 4º set, mais uma parcial disputada bola a bola e o visitante consegue abrir três pontos com 5 a 2.

Tudo parelho, Osasco busca o placar até virar com 16 a 15 e quando o jogo é paralisado – Fê Garay vai buscar uma bola perdida, choca-se contra as placas de publicidade e fica estirada reclamando do abdome. Cerca de 2 minutos de atendimento e a ponteira retorna para o jogo e recebendo o aplauso da torcida osasquense.

Com a bola voando no Liberatão, o Nestlé segue na dianteira mas sem conseguir se desgarrar do colado Praia, que numa bola errada de Leyva chega aos 18 a 18.

Depois do tempo pedido por Luizomar de Moura, Tandara vem pelo meio e faz o 34º ponto dela no duelo. Mas o Praia não desiste e cola novamente, só que tem Tandara outra vez, 20 a 19.

O Praia tenta contragolpe mas para no block de Bia, 21 a 19. Sentindo o perigo, Paulo Coco pede tempo e vai no grito com as meninas.

Leyva chega pela direita e manda bola fulminante para 22 a 19 e encaminha a vitória; na outra bola é Tandara e com ela não tem defesa, 23 a 19.

Então a arbitragem marca toque do Praia na rede, as meninas do Nestlé comemoram o set point. A torcida é um cantoria só e já nos primeiros minutos de terça-feira, 0h13. A braçuda vai para o saque e no contra-ataque tem Fê Garay mandando para fora, 3 a 1 para o Nestlé, 25 a 19.

Enfim, tudo esticado para sexta-feira, jogo decisivo às 21h30 na casa do Praia. Dessa vez é o tira-teima final que elege o finalista que vai para a disputa do título contra o Sesc Rio.

Ainda sobre o duelo desta noite no Liberatão sempre lotado, o destaque continua sendo Tandara, maior pontuadora com 36 bolas e, com toda justiça, eleita a melhor em quadra.

 

📸 João Pires