15.8 C
Osasco
21/05/2019
QG Notícias | Base segura de informação e conteúdo
Esporte Home

BARUERI: Furlan se afina com Audax para levar a temporada 2017

Prefeito eleito para os próximos quatro anos de Barueri, Rubens Furlan é um devoto do futebol. Ele volta ao comando da cidade pela quarta vez, sendo que no último mandato conseguiu revolucionar o esporte local e com destaque para o Grêmio Recreativo Barueri, que posteriormente seria o Grêmio Barueri de tanto sucesso no futebol até 2010.

A volta do apaixonado e quase cartola Furlan enche de expectativas o pessoal ligado ao esporte, já que com o atual prefeito Gil Arantes a casa caiu. E o primeiro sinal de novos ares com Furlan está na aproximação dele com o comando do Audax, particularmente com o executivo Mário Teixeira.

Depois de chegar ao vice-campeonato paulista, o milionário adotou o Oeste de Itápolis para a disputa da série B do Campeonato Brasileiro. O Rubrão tem Itápolis apenas no registro, já que não pisa naquela cidade e nem tem mais motivos para isso – quando não usa o estádio do Rochdale, tem o reduto titular que é a Arena Barueri, que pode ser a casa definitiva do Oeste. Sim, há conversas entre Furlan e o homem do Audax para isso.

O Oeste ficaria mesmo à deriva sem a chegada do Audax. A fusão não dá apenas jogadores e toda logística para o Rubrão se manter em campo, mas também dá o essencial que é casa, comida e roupa lavada. E como Rubens Furlan é tão apaixonado por futebol como o dono do Audax, a conversa entre ambos é mel com leite, pois os dois são aviões em termos de investimentos e de mercado. Outra coisa é que Furlan não precisa se preocupar com dinheiro porque isso não é problema para Mário Teixeira.

Essa parceria disponibiliza a Arena Barueri para o Audax usar e explorar como for, mais  o centro de treinamento da Vila Porto. Ou seja, Mário Teixeira passa a contar com uma estrutura espetacular a partir de 2017, situação que deixará Osasco apenas como opção.

No entanto, não será espanto se essa dobradinha Furlan e Mario Teixeira evoluir sobremaneira e chegar ao ponto de tirar Osasco de vez da parada, já que Barueri tem condições de cobrir todas as exigências logísticas para grandes eventos na Arena. Com tanta coisa à mão, o que justificaria manter Osasco na conversa?

É que Mário Teixeira não é só Oeste. Tem o próprio Audax no Paulistão, como tem o Grêmio Esportivo Osasco na série A3 (ainda a confirmar) e o Osasco Futebol Clube na 2ª divisão. Para esses clubes, portanto, o estádio do Rochdale seria aquela mão na roda.

Mas atenção porque ouve-se que até o Audax pode mandar jogos do Paulistão na Arena na temporada do ano que vem, isso porque o Oeste, sendo Barueri em 2017, vai disputar a série A2. Dessa forma, o estádio do Rochdale sobraria para o Grêmio Esportivo Osasco na série A3 (ainda a confirmar) e para o Osasco Futebol Clube  na 2ª divisão. Seja como for, um leque de alternativas se abrindo com o anunciado aperto de mãos entre Furlan e Mário Teixeira. Aliás, o prefeito eleito estava nas arquibancadas da Arena Barueri acompanhando Oeste Audax no empate por 1 a 1 com o Bahia.

MINISTÉRIO PÚBLICO
Parcerias à parte, há assuntos preocupantes rondando a área. Tanto o atual prefeito Gil Arantes quanto o vindouro Rubens Furlan estão na mira do Ministério Público por investimentos no Grêmio Barueri anos atrás. Segundo denunciado nas investigações, mais de R$70 mihões municipais teriam ido ao cofre do clube.

Em março deste ano o prefeito Gil e ex-Furlan foram transformados em réus pelo Ministério Público de São Paulo – por por utilizarem dinheiro público e por enriquecimento ilícito entre 2003 e 07. O MP também cita outros seis ex-dirigentes do Grêmio Barueri: Walter Jorquera Sanches (ex-secretário de Esportes e presidente do GRB), Rodrigo Pastana Jorquera (filho de Walter Sanches), Jaime Gonzaga Matsumoto, Roberto Ramos de Campos, Marcos Antônio Monteiro de Almeida e Sérgio Eduardo Dias da Silva Júnior. Naturalmente que todos entraram com defesa.

Mas o empresário Mário Teixeira também tem preocupações afins, já que está entre os réus do Bradesco na Operação Zelotes. Com conselheiro e um dos homens mais fortes do banco, foi apontado pelo MP do Distrito Federal como articulador importante num esquema de fraude contra a Receita. Lembrando que Mário Teixeira aposentou-se e hoje, sabe-se, tem parceria em sociedade numa multinacional.

Related posts

LAVAJATO: Cresce pressão para saída de Vaccari da executiva do PT

Marcio Silvio

TRIPLEX GUARUJÁ: Polícia Federal indicia Lula e Marisa por suposto crime de corrupção

Nilson Martins

Acordo acaba com a greve dos bancários; Caixa continua paralisada

Nilson Martins