Algo deu errado com a conexão!

Atriz Tônia Carrero: uma das maiores do Brasil no século XX

 Extra!
Atriz Tônia Carrero: uma das maiores do Brasil no século XX
março 04
21:44 2018

A atriz Tônia Carrero não marca apenas a arte brasileira, pois era de intenso convivo intelectual. Uma das maiores celebridades do século passado, morreu ontem aos 95 anos e o velório segue por mais alguns minutos no saguão do Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Ela passava por cirurgia na Clínica São Vicente quando teve parada cardíaca. Surgiu nos palcos no final dos anos 40 e para não mais deixar de brilhar.

Quem a aplaudiu nas produções de consumo da tevê, sabe que a atriz protagonizou cults de Shakespeare, Sartre, Pirandello e Ibsen, por exemplo.

Sim, Tônia Carrero era uma intelectual e curtia esse meio com propriedade, relacionado-se com pensadores do Rio Grande do Sul,. Entre eles, Luís Fernando Veríssimo que costumava hospedá-la quando a atriz passava por Porto Alegre.

De vida longa e bem vivida, Tônia Carrero deixa o filho Cecil Thiré, ator, além de netos e bisnetos. Segundo familiares, o velório deve seguir por mais uma ou duas horas e amanhã terá cremação no Cemitério do Caju.

No procedimento de ontem e que causou o óbito, era para tratamento de úlcera. O que complicou foi o problema cardíaco da atriz.

 

Vida intensa como atriz e como mulher

Tõnia Carrero é Maria Antonieta Portocarrero Thedim, nascida no Rio em 23 de agosto de 1922. Formada em educação física aventurou-se em curso de teatro em Paris.

Em 1940 casou-se com o artista plástico Carlos Arhur Thiré. No início dos anos 50 casou-se com o ator e diretor italiano Adolfo Celi, e na década seguinte com o engenheiro César Thendim.

A estreia no palco foi no Teatro Brasileiro de Comédia ao lado de Paulo Autran na peça ‘Um deus dormiu lá em casa’. Mas o primeiro papel mesmo foi na telona, participação modesta em ‘Querida Susana’, de 1947, antes de ir estudar teatro na França.

No teatro iniciou em 1949, fechando com ‘Um barco para o sonho’, em 2007. O passo na TV foi em 1952 com o Grande Teatro Tupi, despedindo-se em 2004 com ‘Senhora do destino’. E depois de ‘Querida Susana’ no cinema, a última atuação foi em 2008 no ‘Chega de Saudade’.

 

Ela foi moeda

Nos anos 60 a atriz teve o belo rosto nas moedas do cruzeiro. Estava no auge do esplendor aos 30 anos de idade e a diva circulou nas mãos do Brasil.

Ainda sobre a carreira, cabe dizer que uns dos mais destacados trabalhos na TV foram nas novelas Sassaricando, 1987, e Esplendor, 2000.

 

Atriz Tônia Carrero morre aos 95 anos

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio

marciosilvio@qgnoticias.com

%d blogueiros gostam disto: