Algo deu errado com a conexão!

É ano novo chinês: por que cada ano traz um animal?

 Extra!
É ano novo chinês: por que cada ano traz um animal?
fevereiro 17
16:27 2018

O calendário chinês é regido pela Lua e isso faz toda diferença para nosso mundo ocidental. Se alguém pergunta sobre o motivo, a resposta está no tempo. Sim, a China vem de milênios antes do Novo Mundo e tem o calendário mais antigo que a história registra.

Portanto, com o olhar na Lua é que tudo se explica. Sendo doze lunações por ano, a última fase ao chegar com Lua Nova marca o fim do ciclo e o início do novo ano. E se alguém quer saber sobre a relação de 2018 com o calendário lunar chinês, a contagem por lá bate o ano 4716.

 

[wp_ad_camp_1]

 

 

E começou ontem com festividades não apenas no país mas em todo mundo, já que a comunidade chinesa é globalmente forte e crescente.

A astrologia ocidental dispensa apresentações, mas os signos chineses são sempre novidades por aqui, principalmente porque cada ano traz um animal como símbolo. E por que?

Como trata-se de um país de cultura enigmática, claro que isso está contido na mitologia. Uma grande festa de Ano Novo foi organizada por um rei celeste, sendo que todos os animais foram convidados.

De todo universo de bichos da Terra, apenas doze aceitaram o convite e se apresentaram. E como presente divino, assim que adentravam ao local da festa ganhavam um Ano como presente. Assim, conforme a chegada de cada um, um ano equivalente.

Sendo por ordem de chegada, o primeiro ano foi para o Rato, seguido por Boi, Tigre, Coelho, Dragão, Cobra, Cavalo, Carneiro, Galo, Macaco, Cachorro e Porco. E como cada animal é regente anual, o signo pessoal não é marcado conforme o ciclo ocidental mas pelo ano de nascimento.

Quer saber de como a cultura chinesa recebe o Ano Novo? Hoje, por exemplo, a gratidão é aos deuses dos Céu e da Terra e não se come carne no primeiro dia de ano novo, pois essa abstenção está ligada à longevidade; no segundo dia de celebrações os antepassados são lembrados e reverenciados, dia que também se comemora o aniversário de todos os cães; já no 3º dia é a vez de os filhos honrarem e celebrarem os pais.

O 5º dia do novo ano é focado na riqueza e as famílias ficam em casa, não há visita alguma porque qualquer visita pode significar má sorte. As famílias ficam em casa para receberem o Deus da Riqueza. Já nos dois dias seguintes as visitas são liberadas e as famílias se reúnem livremente e também vão aos templos.

Com uma semana de festa, o 7º dia tem a ver com os camponeses. Os agricultores fazem uma bebida a partir de sete hortaliças e celebram o aniversário da humanidade. O prato principal é o macarrão para vida longa e o peixe para o sucesso. Na noite seguinte há mais reunião familiar com jantar e celebração à meia-noite, quase semelhante às festas natalinas por aqui.

Vindo o 9º dia do novo ano, oferendas ao Imperador de Jade, seguidas por mais jantares com amigos, sendo que no 13º há um tipo de dieta alimentar à base de mingau de arroz e mostarda – receita para limpar o organismo.

Então vem o 14º dia que é de preparação para o Festival da Lanterna, na noite seguinte. O festival acontece no 15º dia e é o grande momento das celebrações.

Uma outra tradição de Ano Novo é o envelope vermelho: os pais entregam aos filhos, os patrões podem dar aos empregados etc, sendo que no envelope é colocado dinheiro como presente. No entanto, há o cuidado para que a soma dessa quantia não termine em 4, já que esse número é visto como de azar e morte.

O título mais correto para este Ano do Cachorro é Cão de Terra, animal que destaca equilíbrio, lealdade e honestidade. Sobre 2018, a abadessa Miao Yen diz: “Uma oportunidade de evoluirmos para a melhor versão de nós mesmos”. Ela é abadessa do Templo Zu Lai, em Cotia.

Em São Paulo, o Festival da Lanterna acontece em 3 de março no Parque do Ibirapuera. No mais, o bairro da Liberdade é um verdadeiro mundo chinês nesse período de festas, e no próximo dia 25 tem o Festival da Primavera como parte do Ano Novo.

 

 

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio

marciosilvio@qgnoticias.com

%d blogueiros gostam disto: