Polêmico, o ministro Gilmar Mendes assume presidência do TSE em 1 de junho

Maio 07
12:32 2016

O ministro Gilmar Mendes é único dos 11 pares que não foi nomeado por Lula e Dilma Rousseff. No dia 30 de maio termina o mandato de Dias Toffoli, assim Gilmar assumirá a presidência do TSE no dia 31. A forma de julgar e direcionar assuntos pertinentes chega a incomodar muitos políticos, principalmente os do PT. Mendes é responsável pela apuração de denuncias sobre a campanha de 2014 que elegeu Dilma Rousseff presidente da República e essa semana ele voltou ao assunto indícios de irregularidades em duas empresas que prestaram serviços na campanha eleitoral a serviço do PT.

Os alvos são empresas Door2Door Log Serviços e a DCO Informática Comércio e Serviço. A Secretaria de Fazenda de Minas Gerais informou ao TSE que os cadastros das empresas foram bloqueados de forma suspeita.

Em 2011, a Door2Door não apresentou declarações fiscais e teve o bloqueio compulsório da inscrição estadual. No ano seguinte, o cadastro foi reativado, mas em setembro de 2015, houve uma nova suspensão compulsória da inscrição estadual sob o mesmo argumento.

Já a DCO teve sua inscrição estadual cancelada em outubro de 2004, mas foi revalidada em junho de 2007. Sete anos depois, inscrição estadual foi novamente bloqueada, retornando em setembro de 2014, em meio à campanha.

A inscrição estadual foi bloqueada por “desaparecimento do contribuinte” em 2015.

Sobre o Autor

admin

admin