OITO MORTOS – PM e ex-PM estão presos por suspeitas na chacina da Pavilhão Nove

Maio 07
12:34 2015

A justiça decretou a prisão de um policial militar e de um ex-pm que são suspeitos de participação na chacina que aconteceu no dia 18 de abril e deixou oito mortos na sede da torcida organizada do Corinthians Pavilhão 9. O crime aconteceu na zona oeste de São Paulo. O pedido foi feito pelo setor de investigação de chacinas do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

A polícia trabalha com duas linhas principais de investigação sobre os motivos da chacina e acredita que os crimes podem ter ocorrido por uma disputa por pontos de tráfico de drogas ou dívida, informa o Jornal Folha de São Paulo. O alvo dos assassinos seria o ex-presidente da torcida, Fábio Domingos, 34 anos. Conforme informações da polícia, as outras sete pessoas teriam morrido porque estavam no local no momento da execução.

No mês das mortes, a polícia recolheu cápsulas de pistola calibre nove milímetros no local. Uma testemunha, que não quis se identificar, declarou que a sede da torcida foi invadida por dois homens armados. Os suspeitos não esconderam o rosto.

A chacina aconteceu durante uma festa dos torcedores. Cerca de 14 testemunhas foram ouvidas. A polícia informou ainda que encontrou dinheiro estrangeiro na sede da torcida, o que ajudou na identificação dos suspeitos.

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018