UNINOVE promete curso de medicina para este ano; vestibular será já no primeiro semestre

UNINOVE promete curso de medicina para este ano; vestibular será já no primeiro semestre
Abril 27
18:16 2017

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, recebeu na quinta-feira, 27/4, o diretor de Desenvolvimento da Educação em Saúde do Ministério da Educação (MEC), Silvio José Checci, o reitor da Uninove, professor Eduardo Storópoli, a pró-reitora acadêmica da Uninove, Maria Cristina Storópoli, e representantes da comissão técnica do MEC. O grupo esteve na cidade para fazer uma visita de monitoramento ao novo campus da instituição, que abrigará cursos de graduação em Medicina, Odontologia, Enfermagem, Educação Física, Serviço Social e Tecnologia em Radiologia.

Além desses, a universidade oferecerá também cursos de pós-graduação  latu sensu em Enfermagem do Trabalho, Enfermagem em Cardiologia e Hemodinâmica, Enfermagem em Centro Cirúrgico e Central de Materiais e Esterilização, Enfermagem em Urgência e Emergência, Enfermagem em UTI Pediátrica e Neonatal, Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental, Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica, Fisioterapia Cardiorrespiratória, Gerontologia, Imagenologia, Psicologia Organizacional e do Trabalho e Nutrição Clínica Funcional

“A Uninove apresentou um projeto diferenciado de ensino. Essa parceria trará inúmeros benefícios para a cidade a curto e médio prazo”, sinalizou o prefeito. A parceria prevê a atuação dos futuros médicos na rede básica de saúde após o primeiro ano do curso e a destinação de 10% da receita da universidade, referente ao curso de Medicina, cerca de R$ 14 milhões em seis anos, para aplicação na área de saúde do município. Os futuros médicos poderão atuar na rede básica de saúde, emergência, atenção especializada, ambulatorial e hospitalar, UPAS, UNS, CAPES, entre outros.

Osasco foi uma das 37 cidades autorizadas pelo MEC a ter o funcionamento do curso de graduação em  Medicina, e a Uninove foi a instituição selecionada pelo governo federal, por oferecer um projeto diferenciado de ensino na área. O novo campus oferecerá 70 vagas do curso de Medicina, no primeiro vestibular. Após os trâmites legais e aprovação do campus pelo MEC, a ideia é que se tenha prova seletiva já em julho com início das aulas já no segundo semestre desse ano.

Após a reunião no gabinete do prefeito, que também contou com a participação dos secretários de Saúde, José Carlos Vido, e de Assuntos Jurídicos, Ivo Gobatto, e do Secretário Adjunto da Secretaria de Planejamento e Gestão, Alexandre Guerra; o grupo se dirigiu ao campus, instalado na região central, ao lado do Hospital Municipal Antônio Giglio. O prédio com mais de 15 andares, distribuídos em 12 mil m², abriga laboratórios de última geração, todas as salas de aula com projetores conectados à internet, laboratórios, bibliotecas e sala de Núcleo Integrado de Saúde (para os alunos participarem de simulação de atendimento, utilizando bonecos). O prédio ainda conta com lanchonetes, salas administrativas, estacionamento próprio, entre outros.

Compartilhar

Sobre o Autor

Nilson Martins

Nilson Martins