TSE rejeita recurso de Dilma Rousseff sobre ilegalidades nas contas de 2014

dezembro 16
02:39 2015

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou nesta terça-feira (15) recurso apresentado pela coligação da presidenta Dilma Rousseff contra decisão do tribunal que determinou novas diligências sobre as contas da campanha eleitoral de 2014. A defesa da presidente alegou que não há motivos para reanalisar as contas, pois elas já foram aprovadas antes da diplomação, no ano passado.

A decisão foi proferida no processo de prestação de contas da campanha de Dilma à  reeleição. Apesar de a prestação ter sido aprovada pelo plenário da Corte em dezembro do ano passado, o ministro Gilmar Mendes, relator do processo, pediu que supostos crimes sejam investigados.

Segundo Mendes, a decisão do TSE que aprovou as contas não considerou as suspeitas de doações  ilícitas a partidos investigados na Operações da Lava-Jato. Por determinação  do relator, ofícios foram enviados à  Polícia Federal e à  Procuradoria-Geral da Republica (PGR) para novas investigações.

No processo, o PT sustenta que todas as doações  que o partido recebeu foram feitas estritamente dentro dos parâmetros legais e, posteriormente, declaradas à  Justiça Eleitoral.

Sobre o Autor

admin

admin