Motorista afirma que estava acima da velocidade permitida na morte de Cristiano Araújo

junho 29
18:02 2015

Nesta domingo (28), o motorista Ronaldo Miranda, de 40 anos, que conduzia o carro durante o acidente que matou o cantor Cristiano Araújo, de 29, confirmou à Polícia Civil que seguia acima da velocidade máxima permitida no trecho da BR-153, em Goiás, que era de 110 km/h. O delegado Fabiano Henrique Jacomelis, responsável pelas investigações, disse que o condutor afirmou que perdeu o controle do carro depois de um estouro em um dos pneus.

Segundo o site G1, o delegado falou sobre o relato de Ronaldo Mirando: “Ele disse que estava correndo um pouco, mas não soube precisar exatamente qual era a velocidade no momento do acidente, já que o carro era muito potente e ele não percebeu o excesso. Ele também informou que ouviu um barulho de pneu furado e, em seguida, perdeu o controle”. Ainda segundo a publicação, o delegado disse que o motorista afirmou que não faz consumo de bebidas alcoólicas e negou que estivesse usando celular ou que tenha dormido antes de perder o controle. Jacomelis já havia informado que Ronaldo foi submetido ao teste do bafômetro, que deu negativo.

O delegado ressaltou que, caso seja provado que houve imperícia ou imprudência, o motorista poderá responder por homicídio culposo na direção de veículo automotor, que tem pena de dois a quatro anos de prisão, informou o G1.

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018