Justiça nega liberdade para ex-deputado Eduardo Cunha

Justiça nega liberdade para ex-deputado Eduardo Cunha
novembro 29
11:19 2017

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal rejeitou, nessa terça-feira (28), mais um pedido de liberdade apresentado pelo ex-deputado federal Eduardo Cunha, do PMDB. Cunha foi preso em outubro do ano passado, por suspeita de envolvimento em casos de corrupção investigados pela Polícia Federal.

Também nessa terça, Eduardo Cunha sofreu outra derrota na Justiça. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, manteve o ex-deputado preso no Complexo Médico Penal de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Na decisão unânime, os desembargadores negaram o pedido da defesa para que o ex-deputado fosse transferido para Brasília ou Rio de Janeiro. Os advogados alegam que a maioria dos procedimentos penais contra Cunha está em Brasília e que a família dele mora na capital fluminense.

Para o Ministério Público Federal, a transferência de Eduardo Cunha poderia causar prejuízo às investigações, devido à influência política dele. A defesa de Cunha informou que vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) assim que a decisão for publicada no Diário da Justiça.

Compartilhar

Sobre o Autor

Nilson Martins

Nilson Martins