Fusão do HSBC com Bradesco não terá demissão em massa, garante sindicato

agosto 04
21:54 2015

Reunião com movimento sindical durou duas horas e bancos garantiram diálogo aberto durante todo processo de fusão e transição tranquila. Antes, pela manhã, teve ato no Casp do HSBC

São Paulo – Não haverá demissão em massa no processo de aquisição do HSBC pelo Bradesco. A garantia foi dada pela direção dos dois bancos aos representantes do Sindicato dos Bancários de São Paulo e de Curitiba, da Fetec-CUT Paraná e da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) em reunião realizada na tarde de terça-feira 4. Antes, pela manhã, houve ato em frente ao Casp (Centro Administrativo de São Paulo), concentração do banco inglês em São Paulo.  Os dirigentes sindicais cobraram a manutenção dos empregos e direitos dos trabalhadores e receberam dos bancos o compromisso de que o diálogo estará aberto durante todo processo de fusão e a transição será feita com tranquilidade.

“Os dois bancos afirmam que não haverá demissão em massa (…) Até que saia a aprovação da venda, que pode durar seis meses, a gestão será do HSBC e o compromisso dos dois bancos é de manter a transparência com os sindicatos e os trabalhadores”, disse a presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, Juvandia Moreira, em comunicado à imprensa.

 

CONTAGEM PARA 2018