CHACINA: Dois GMs são suspeitos e um deles mora na mesma rua do bar onde dois foram mortos

agosto 21
03:53 2015

As investigações sobre a maior chacina do estado de São Paulo, ocorrida em Osasco e Barueri, na noite do dia 13 de agosto parecem ter avançado. Nessa quinta-feira foi revelado que dois guardas municipais de Barueri, Machado e William, que não tiveram os nomes completos divulgados, são considerados suspeitos. Ambos GMs não estão detidos mas os andamentos das investigações revelaram que um dos guardas ouvido pela polícia reside na mesma rua do bar em Barueri onde houve o assassinato de duas pessoas; a polícia, ainda fez buscas nos armários deles. Como o ataque havia sido registrado por câmeras de segurança, um detalhe chamou a atenção nas investigações; um dos atiradores é canhoto o que levou a polícia investigar os GMs não destros. Na quarta-feira (19), pelo menos 15 PMs de Osasco que estavam de folga na noite das mortes foram ouvidos, eles são do 42º BPM/M que é responsável pelo policiamento da área onde houve o conflito que resultou na morte de 15 pessoas. A corregedoria quer saber onde estavam esses policiais no momento do crime.  (Nilson Martins)

 

Sobre o Autor

admin

admin