QG Notícias

BARUERI: Mais de 1.300 funcionários são demitidos no hospital municipal

BARUERI: Mais de 1.300 funcionários são demitidos no hospital municipal
abril 09
16:32 2017

Cerca de 1.300 funcionários do Hospital Municipal de Barueri (HMB) estão com o futuro incerto. A prefeitura de Barueri,  decidiu trocar o Instituto Hygia, atual gestor e contratar a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), como nova administradora. O problema, segundo o Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo (SEESP), é que os servidores foram orientados a pedir demissão do instituto sem ter a garantia de que seriam admitidos pela nova prestadora de serviços.

Há mais de um ano, os funcionários têm lidado com atrasos nos salários e estão sem receber o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou o 13º salário. A antiga administradora acumula dívidas de mais de R$ 95 milhões, e a entidade que está assumindo o Hospital Municipal de Barueri não aceita assumir o rombo.

A presidente do SEESP e da Federação Nacional dos Enfermeiros, Solange Aparecida Caetano, afirmou que o sindicato irá entrar com ações no Ministério Público do Trabalho e no Ministério Público Estadual contra a prefeitura, o Instituto Hygia e a SPDM. “O trabalhador merece respeito, esteve lá trabalhando durante todo esse período e o mínimo da SPDM era pagar o que é direito do trabalhador durante o último ano”, disse Solange em entrevista ao iG .

Segundo a presidente do SEESP, os trabalhadores deveriam ter sido “sub-rogados” – mantidos pela nova gestão do hospital – e “não ser demitidos, ainda pedindo para eles ‘procurarem os direitos deles’. Eles tinham que ter feito uma sub-rogação do contrato desses trabalhadores para SPDM e não virar as costas para eles e contratar outras pessoas”, afirmou.

Fonte: Último Segundo – iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-04-08/barueri-demissao.html

Compartilhar

Sobre o Autor

QG Notícias

QG Notícias