SUPERLIGA: Skowrońska avisa que em outubro chega em Barueri

 Extra!
SUPERLIGA: Skowrońska avisa que em outubro chega em Barueri
setembro 13
13:56 2017

A oposta Katarzina Skowrońska, que atende resumidamente por Kasia, avisa que em outubro se apresenta ao Hinode Barueri para a Superliga. A jogadora de 34 anos vem de um longo e cansativo período de recuperação após grave lesão no joelho.

Um dos grandes nomes do vôlei polonês, fazia uma excelente temporada pelo Bergamo da Itália, e no 4º set contra o Scandicci ela sofreu o trauma que por pouco não pôs fim à carreira. Isso aconteceu na segunda quinzena de janeiro. Cinco meses depois, eis a oposta Kasia se reabilitando no Sportville em Barueri, clube do técnico Zé Roberto.

A jogadora ficou ali por um tempo à convite do treinador e também para acertar proposta de jogar pelo Hinode Barueri. Naquele mesmo julho a polonesa já anunciava-se como contratada e que faltava apenas assinar. Lembrando que a atleta é velha conhecida de Zé Roberto, de quando ele comandou o italiano Scavolini Pesaro e o turco Fenerbahçe.

Deixando Barueri em julho, Kaisa retornou para os procedimentos finais em Varsóvia, um período que ela define como cruel e tedioso. “Custa muito suor e dor”, resumiu a oposta, destacando que se fosse por uma recuperação normal não haveria necessidade disso, mas como o objetivo dela é voltar a jogar, então esse procedimento extremo foi necessário.

A lesão que sofreu comprometeu também o tendão de Aquiles. Aliás, quando o atleta tem ruptura no joelho é por conta de alguma instabilidade no tornozelo – pode ser em razão de um impacto muito forte ou, então, devido a um entorse. Portanto, Kasia sofreu esse duplo trauma – o tornozelo falhou e o joelho se foi.

A extensão dessa lesão foi tamanha que a oposta precisou reconstruir o quadríceps, que é um músculo femoral situado na parte anterior da coxa e que praticamente cobre todo fêmur. É chamado de quadríceps porque são quatro músculos formando um complexo. Kasia foi avisada que a recuperação seria lenta e que a reabilitação seria dolorosa visando o retorno dela ao vôlei.

Mas agora é fase final. Kasia está praticamente recuperada e ansiosa para voltar a treinar. Tanto que ela apenas aguarda alta da fisioterapia para arrumar as malas e seguir para Barueri. A oposta está tão garantida com Zé Roberto que falou de ‘meu clube’ ao citar a equipe de Barueri. Kasia lamentou não poder disputar o Campeonato Paulista, mas deixa o aviso para o torcedor: “Vou estar pronta para a Superliga”.

O nacional tem largada em 17 de outubro com seis jogos e o novo time de Kasia Skowrońska estreia contra o poderoso Vôlei Nestlé, duelo regional no poliesportivo José Corrêa, reduto do Hinode Barueri.

Resta saber se a oposta se apresenta mas para ficar reservada a um período de treinos e ajustes táticos, ou se já vem prontinha da silva para entrar em ação contra Osasco na rodada de estreia. No mais, a contratação de Skowrońska só estaria dependendo de assinaturas o que, segundo ela, são apenas formalidades. A polonesa está ansiosa para voltar a jogar e morar no Brasil, tanto que segue estudando o idioma.

Skowrońska disse que o tempo de vôlei na Itália está ajudando agora, pois a partir do italiano fica mais fácil para ela aprender o português. A oposta ainda tem dificuldades para conversação, mas já sabe se virar bem no riscado da língua. “Formar frases é difícil, mas estou me esforçando”, garantiu. É isso aí, torcedor do Hinode Barueri, olho em outubro!

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio

CONTAGEM PARA 2018