Superliga fecha 1º turno com o clássico de sempre

 Extra!
dezembro 17
18:34 2015

Quantas e quantas vezes essas equipes já se enfrentaram, mas cada jogo com pinta de revanche. É assim mesmo quando se trata de Osasco x Rio de Janeiro. Ora é o time paulista que vai em busca do troco, ora é a equipe carioca que parte para cima. Seja qual for o roteiro, o certo é que esse clássico sempre é considerado o maior do Brasil, justamente por essa rivalidade.

No mais, são dois gigantes do vôlei mundial. Em termos de Superliga, basta resumir que das catorze finais que disputou, Osasco encarou o Rio em treze decisões. É muita história, é muita bronca de parte a parte e, por conta disso, é muito jogo para o torcedor curtir.

E amanhã a novela segue com mais um capítulo, final do 1º turno com a Superliga Feminina mandando Vôlei Nestlé x Rexona Rio, às 21h30 no Liberatão de Presidente Altino. Duelo entre o líder carioca contra o paulista 3º colocado – o Rio tem 26 pontos, Osasco soma 22.

Mais que experiente nesse confronto, a capitã Thaísa dá a dica para Osasco sair com a vitória. A central aponta que o time precisa ser pontual no saque. “Sacar bem e forte vai ajudar a colocarmos em prática nossa estratégia de bloqueio e defesa”, justificou a estrela do vôlei osasquense.

Para o técnico Luizomar de Moura, o Rexona Rio é o time a ser batido. “Para sairmos com a vitória e brindar nossa torcida apaixonada, temos que jogar bem taticamente e diminuir os erros. Portanto, é colocar em quadra essa energia e seguir o plano tático estabelecido”, comentou o técnico.

Na história de Osasco e Rio, são 75 jogos pela Superliga e com a equipe do técnico Bernardinho (foto acima) na vantagem com 42 vitórias a 33. O Rexona tem 10 títulos nacionais, com Osasco guardando 5. (Márcio Silvio)

Técnico Luizomar pede energia e rigor tático.

Técnico Luizomar pede energia e rigor tático.

Sobre o Autor

admin

admin