QG Notícias

Reeleição na Fifa: escândalos e um cofre com US$1,5 bi

 Extra!
maio 29
22:09 2015

Um poderio absoluto de Joseph Blatter à frente da Fifa. Nas eleições desta sexta-feira ele foi reeleito no 1º turno por 133 votos a 73, placar que fez o opositor Ali Bin Al-Hussein desistir de outra surra prevista no 2º turno.

O príncipe jordaniano reconheceu a derrota e nem quis saber de estender o pleito. Joseph Blatter, que é presidente da Fifa desde 1998, quando substituiu outro lendário, o brasileiro João Havelange, disse que é o homem certo para recolocar a Fifa em seu lugar.

A referência é ao estado de vergonha global, com a entidade num escândalo gigante e com novas denúncias por chegar à tona. Apesar disso, Blatter não abre mão do poder e fica presidente até 2019, completando então duas décadas de reinado.

Apesar desse momento de crise, ele tem motivos de sobra para não abrir mão da Fifa – só a Copa do Mundo no Brasil, por exemplo, levou para o cofre da sede um lucro de US$338 milhões. E no congresso em Zurique e que culminou com a reeleição de Blattter, esses números foram apresentados de forma festivas: somando a Copa no Brasil, contratos de tevê e publicidades, a grana da entidade chega a US$1,5 bilhão. (Márcio Silvio)

CURTÍSSIMAS:
– Marcelo é cortado da Copa América, e Geferson vai para a vaga.
– Pato pede paciência a galera tricolor ao falar do técnico Osorio.
– Guerrero no Flamengo põe fim à novela do peruano

Sobre o Autor

admin

admin