Nada de folga porque amanhã tem semifinais

 Extra!
Abril 03
18:13 2015

Que o torcedor se prepare porque o sábado vem com dois jogaços valendo as semifinais da Superliga Feminina. Quem abre a penúltima rodada do nacional é Sesi e Molico Osasco, que se enfrentam às 11h30 no ginásio da Vila Leopoldina. Bem mais tarde, 21h30, tem Minas Tênis x Rexona Rio cumprindo a segunda rodada semifinal. Portanto, duas partidaças amanhã, lembrando que as semifinais são disputadas em melhor de três jogos.

A equipe com melhor campanha leva a vantagem de decidir em casa. E sem alterar essa regra, o primeiro jogo não acontece, necessariamente, no reduto do melhor time.

O Sesi faz o primeiro jogo em casa, na Vila Leopoldina, mas o Rexona Rio joga em Belo Horizonte, o caldeirão do Minas Tênis. A segunda rodada está marcada pros dias 9 e 10, dessa vez o mando invertido. E caso haja empate, uma vitória pra cada lado nas duas partidas, a terceira e decisiva acontece no Sesi e na Tijuca, dia 17.

E como se trata de semifinais, naturalmente que sair na frente é um passo e tanto à disputa do título. Enquanto o feriadão da Páscoa está rolando, treino e concentração são palavras de ordem nas quatro equipes.

O Sesi na Vila Leopoldina, o Molico no Liberatão de Presidente Altino, o Rexona Rio na Tijuca e o Minas Tênis na Arena, todos trabalhando forte e anunciando força máxima nesses confrontos. À parte estratégia, táticas e resultados, um dos pontos legais é que as quatro equipes chegam voando baixo em qualidade física.

O nível de resistência é altíssimo na Superliga, com as atletas mostrando um condicionamento além da conta. Por consequência, o índice de lesões continua baixo quando confrontado com o volume intenso de jogos. (Márcio Silvio)

Molico Osasco encara o caldeirão da Vila Leopoldina.

Molico Osasco encara o caldeirão da Vila Leopoldina.

E as meninas do Sesi estão ajustadas pro duelo, prometendo derreter o chocolate na Vila Leopoldina.

E as meninas da Vila estão ajustadas pro duelo, prometendo derreter o chocolate.

Levantadora Dani Lins e ponteira Kenia Carcaces falam em paciência contra a forte marcação do Sesi.

Levantadora Dani Lins e ponteira Carcaces falam em paciência contra a marcação.

O Rexona Rio prefere mesmo fazer o primeiro jogo fora: aposta na vitória e quer a classificação jogando em casa.

O Rexona Rio prefere mesmo fazer o primeiro jogo fora: aposta na vitória e quer a classificação jogando em casa.

Jogar com alegria e com a mesma determinação mostrada até agora, eis a receita do Minas Tênis pra segurar o Rio.

Jogar com alegria e com a mesma determinação mostrada até agora, eis a receita do Minas Tênis pra segurar o Rio.

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018