Monstrão Patrick Teixeira implode africano

 Extra!
Abril 19
16:36 2015

Primeira luta dele como pupilo da Golden Boy, empresa do famoso Oscar De La Hoya e diante de um público acostumado a grandes pegadas.

Ontem em Verona, Nova Iorque, Patrick Teixeira implodiu o africano e xará Patrick Allotey, sendo a 25ª luta e a 25ª vitória do brasileiro, que segue invicto rumo à disputa do título mundial dos meio-medios.

Lutador de Santana de Parnaíba, o Canhoto foi para o ringue com cara de amigo nenhum, e ao ouvir o gongo inicial já ligou o punho automático contra o africano de Gana.

O xará Patrick não teve tempo para nada, a não ser tentar se defender e arrastar a surra até achar uma brecha. E olha que o africano estava com 31 lutas no cartel e apenas uma derrota.

Sujeito marrento, durão, mas que teve pela frente um monstrão. Patrick Canhoto não deu brecha alguma. Golpes curtos na cintura do adversário eram combinados com ganchos arrasadores no rosto.

O africano tinha a guarda vazada direto e se encolhia feito ostra para evitar o pior. Sobreviveu no 1º round, mas no seguinte não deu. O Patrick brasileiro aumentou a potência e levou o africano às cordas.

Então foram mais alguns golpes na cintura para minar completamente o ganês, que dobrou os joelhos. O árbitro foi para a intervenção e decretou nocaute técnico.

“Trabalhei muito duro e estava preparado pra lutar os dez rounds”, afirmou o atleta de Santana de Parnaíba. “Fico mais satisfeito quando acaba mais rápido, pois mostra o trabalho. Quero seguir vencendo e sei que cada vez estou mais próximo do título mundial.”

De fato. Cada golpe dado pelo brasileiro é um degrauzinho rumo ao objetivo final. Agora com a promoção da Golden Boy, Patrick Teixeira sabe que não tem como isso não acontecer.

E a oportunidade pode surgir até o final do ano. O parnaibano já tem agenda para mais um combate no início de junho, em Santos, e depois disso Oscar De La Hoya já deve colocar o pupilo na linha do cinturão.

Patrick Canhoto tem 25 vitórias e está invicto com 21 nocautes, sendo dono absoluto do cinturão latino da Organização Mundial de Boxe. Na luta principal em Nova Iorque, o argentino Lucas Martin Matthysse venceu o russo Ruslan Provodnikov por pontos, após 12 rounds de porradas, categoria superligeiro. (Márcio Silvio)

De um lado o patrão Oscar De La Hoya, todo sorridente, e de outro o também ex-lutador e agora técnico Edson Xuxa.

De um lado o patrão Oscar De La Hoya, todo sorridente, e de outro o também ex-lutador e agora técnico Edson Xuxa.

O Canhoto ligou o punho automático e o africano não teve tempo para nada.

O Canhoto ligou o punho automático e o africano não teve tempo para nada.

Sobre o Autor

admin

admin