Justiça volta a enquadrar e Lionel Messi tem prisão anunciada

 Extra!
outubro 08
18:46 2015

São R$18 milhões fraudados e a justiça da Espanha volta a enquadrar o astro Lionel Messi no escândalo fiscal contra o Ministério da Fazenda nos anos 2007 e 09. Há dois dias o pai do jogador, Jorge Horacio Messi, havia isentado o filho de toda transação e assumido a responsabilidade. No entanto, hoje o Procurador do Estado recoloca o jogador na mira e anunciando prisão de 22 meses.

Lionel Messi entra como coautor dos crimes, já que ele foi beneficiado com grande parte da renda em direito de imagens e de patrocínios – o pai de Messi tocava empresas em paraísos fiscais para as operações.

O processo já está aberto contra pai e filho (foto acima) e com a mesma sentença anunciada para os dois, ou seja, 1 ano e 10 meses de reclusão. Assim que receberem a notificação da justiça espanhola, os Messis terão 20 dias para entrar com defesa e tentar virar esse jogo. Portanto, a bola está na marca da cal para o maior astro do futebol atual. (Márcio Silvio)

AGORA HÁ POUCO
O astro acaba de divulgar essa nota:

“A empresa que faz a gestão dos direito de imagem de Leo Messi, Leo Messi Management SLU, diante das informações surgidas nesta quinta-feira da solicitação da advocacia do estado de pretender acusar Lionel Messi por fraude fiscal nos anos de 2007, 2008 e 2009, quer se manifestar:

– O Ministério Público não acusou a Lionel Messi no último dia 25 de setembro de qualquer delito fiscal. Em seu comunicado, o MP explicou amplamente os motivos que o levaram a não acusar a Lionel Messi.

– A Advocacia do Estado contradiz a solicitação e o critério do MP. O comunicado da Advocacia foi apresentado em 8 de julho, enquanto o do Ministério Público é de data posterior, 25 de setembro.

– A Advocacia do Estado represente os interesses da Agência Tributaria, enquanto o MP é um órgão de relevância constitucional, integrado e com autonomia funcional no poder judicial.

– A pena solicitada pela Advocacia do Estado não implica em seu cumprimento efetivo.

Nas próximas semanas, a defesa de Lionel Messi terá a oportunidade de apresentar sua defesa em juízo, e as provas que considerem oportunas, que corroboram que a posição do Ministério Fiscal, de não acusar Lionel Messi, é correta”.

Sobre o Autor

admin

admin