Grêmio Barueri no fim da picada

setembro 14
21:58 2015

Fim da picada é uma expressão que vem das últimas décadas de 1700 e que ganhou o idiomatismo brasileiro. Não tem nada a ver com agulhas ou afins. Quem ouve Tom Jobim pode ter uma ideia do fim da picada no clássico Águas de Março. Pois bem, fim da picada é chegar contra o paredão, não ter mais para onde ir… No futebol, o Grêmio Barueri chega nesse ponto de fracasso.

De origem rural, obviamente, fim da picada é isso mesmo. Depois de cortar mato no peito, usando tudo o que era possível contra o emaranhado de desafios, o Grêmio Barueri dá o último suspiro na temporada, eliminado de forma humilhante na Copa Paulista, repetindo fracassos de temporadas atrás.

Despedindo-se do torneio, Barueri toma de 3 a 1 do Ituano. Com apenas 3 pontos (um única vitória), a Abelha não tem mesmo salvação e deixa a temporada nesse estado penoso no grupo 3: 8 jogos, 1 vitória e 7 derrotas; apenas 6 gols marcados para 16 sofridos. O time não joga mais, a derrota de sábado foi o golpe do nocaute e para colocar o Grêmio Barueri para dormir.

O time da região teria como mando de jogo a pomposa Arena Barueri. Mas acontece que a Abelha não teve acesso ao estádio e mandou os jogos em campos neutros. Portanto, além de apanhar direto na Copa Paulista, Barueri foi um time sem casa – não tem amparo da prefeitura e por isso ficou sem o estádio.

Pouco mais de 100 torcedores foram sábado ao Canindé para a vitória do Ituano, líder do grupo 3 com 17 pontos, seguido por Paulista de Jundiaí com 13, e Primavera de Indaiatuba com 10 – os três da zona de classificação. Acima do lanterna Barueri tem o São Bento de Sorocaba com 8 pontos, mas ainda na briga por vaga. Isso será decidido na 10ª e última rodada, domingo que vem e com o Bentão indo no confronto direto com o Primavera. Na outra partida, o líder Ituano só cumpre tabela contra o Paulista. (Márcio Silvio)

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018