FICANDO FEIO: Audax provoca a torcida são-paulina e jogo na Arena Barueri pode ser um fiasco

 Extra!
FICANDO FEIO: Audax provoca a torcida são-paulina e jogo na Arena Barueri pode ser um fiasco
Janeiro 14
17:05 2017

O Paulistão está chegando e no dia 5 de fevereiro o Audax recebe o São Paulo na Arena Barueri. Mas o que era para ser uma grande festa marcando também a estreia de Rogério Ceni no comando tricolor, agora transforma-se em chumbo trocado e cujo primeiro tiro partiu justamente do time anfitrião.

A direção do Audax carimbou ingresso mínimo a 100 reais e isso está revoltando a torcida são-paulina. O bafafá corre nas redes sociais e as torcidas organizadas trabalham o agito de não darem as caras por lá; e nesse compasso das organizadas, uma multidão de torcedores regulares já endossa apoio ao boicote.

Portanto, partindo apenas desse valor dado pelo Audax a situação está feia para a diretoria. Mas não fica nisso porque o clube consegue provocar ainda mais os tricolores. O ex-jogador Vampeta é o presidente do Audax e disse que vai receber a torcida com pétalas de rosa.

Ele é o pai do apelido bambi para o São Paulo, e isso faz de Vampeta um cara nada amigável para a torcida, naturalmente, mais agora que fala em uma recepção com temática gay na Arena Barueri. Se é brincadeira como ele sempre costuma fazer, o fato é que isso vem servindo de combustível para alimentar ainda mais o anunciado boicote são-paulino ao jogo do dia 5.

Já há manifestos circulando nas redes sociais e num deles Vampeta é apontado com um ex-jogador que odeia o São Paulo e que só fala idiotices, que é imaturo e infantil. Ao mesmo tempo, os tricolores concordam que os 100 reais mínimos para esse jogo é prova flagrante da ganância da diretoria do Audax.

Vampeta é chamado de personagem bobo. O site SPNet é um dos fortes canais da torcida, e o texto que rola sobre essa bronca com o Audax vai um pouco além porque chega ao Grêmio Esportivo Osasco. Isso mesmo.

“Não é culpa do São Paulo ou de qualquer outro time grande que o Osasco Audax não tenha torcida suficiente para lotar um estádio de 10 mil lugares”, diz o texto. “Muito menos que o time não seja o mais amado na cidade e que muitos prefiram o Grêmio Osasco, atualmente na série A3, pois não aceitaram os arranjos do clube-empresa comandado pelo ex-jogador.”

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio