Em jogo aquático, Oeste quebra jejum com virada

setembro 12
23:34 2015

Foram oito rodadas sem sentir o gostinho da vitória e estava pintando o nono. Mas não foi assim. Ante de ir para o jogo contra o Boa Esportes, ontem no Rochdalão, o lema do Oeste era vencer a todo o custo, mesmo debaixo d´água. Missão dada, missão cumprida.

Choveu barbaridade em Osasco e o estádio do Rochdale ficou daquele jeito, e faltou pouco para o cancelamento da partida. Mas depois de conferir tudo tintim por tintim, a arbitragem viu condições e mandou a bola correr.

O Rubrão precisa da vitória e conseguiu, 2 a 1, mas não sem drama. Foi de virada, valendo a 25ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro, segundo turno. Campo encharcado, melhor para o Oeste que se adaptou ao futebol aquático para afundar a vida do Boa Esporte na zona de rebaixamento.

O árbitro Paulo Henrique de Melo Salmazio foi peitudo ao assumir a responsabilidade da partida, já que a situação do campo estava mesmo bizarra. Cada lance disputado formava aquele chuá e os jogadores não tinham a menor possibilidade de domínio da bola.

Mas como precisava do resultado em casa, o Oeste partiu para cima como pôde, na base do improviso e levando perigo ao visitante. No entanto, para espanto do Rubrão foi o Boa que chegou com eficiência para abrir o marcador – tem sobra na área osasquense e o estreante Wilson Júnior pega a sobra na área e manda ver aos 19 minutos, Boa Esporte 1 a 0.

Eis um castigo e tanto para o Oeste, vendo o barco afundar. Mas logo após abrir o placar, o técnico Nedo Xavier, do Boa Esporte, falou demais contra o árbitro e foi expulso. Isso deu boa motivação para o time da casa ganhar moral e buscar o resultado.

Deu certo, pois dois minutos depois Elivelton acerta a trave do goleiro Fernando Júnior. O Rubrão cresce na área do Boa, mas então vem um lance que seria o golpe fatal para o time mineiro ampliar o marcador: Gabriel Dias faz o mais difícil, dominar na área e até driblar o goleiro do Oeste, mas na finalização ele não passa pela poça d´água e perde gol feitíssimo.

E enquanto o Boa lamentava a chance perdida, tem ataque do Rubrão aos 43 minutos, bola alta para a subida de Júnior Lopes mandar para o gol e empatar, 1 a 1. E na etapa final, logo aos 8 minutos tem escanteio com a sobra ficando para Mazinho chegar e mandar vir, 2 a 1 para o Oeste.

O Boa Esporte perdeu-se totalmente, principalmente depois do atacante Tadeu tomar cartão vermelho por simular pênalti.  Então o Oeste tratou de surfar nas ondas do Rochdalão até o apito final, para então ancorar os sofridos três pontos na conta.

O Rubrão precisa desesperadamente dessa vitória. Nem o empate valeria. Agora o time ganha aquele arzinho na classificação ao subir duas casas – deixa o perigoso 15º lugar e sobe para o 13º com 31 pontos. O Boa Esporte segue na mesma, 18º lugar com 23 e na zona da degola.

Se ontem foi contra um time da zona de rebaixamento, na próxima rodada o Oeste pega o papão que está cotado para o título – próxima terça-feira, 15, contra o Botafogo no Engenhão. E ontem, além de Oeste 2 x 1 Boa Esporte, a rodada da série B teve Bahia 3 x 2 Bragantino, Paraná 1 x 1 Paysandu, Mogi Mirim 0 x 3 Botafogo, América Mineiro 2 x 1 Náutico, Sampaio Corrêa 1 x 0 Ceará, Santa Cruz 2 x0 Luverdense, ABC de Natal 0 x 0 CRB de Alagoas e Atlético Goianiense 0 x 0 Vitória. (Márcio Silvio)

 

ZONA DE CLASSIFICAÇÃO
1º Botafogo 48 pontos
2º Paysandu 44
3º Bahia 44
4º Vitória 42
ZONA INTERMEDIÁRIA
5º Sampaio Corrêa 42 pontos
6º América Mineiro 41
7º Santa Cruz 38
8º Bragantino 37
9º Náutico 36
10º Paraná 33
11º Luverdense 32
12º Criciúma 32
13º Oeste 31
14º CRB de Alagoas 30
15º Atlético Goianiense 29
16º Macaé 28
ZONA DE REBAIXAMENTO
17º Ceará 24 pontos
18º Boa Esporte/MG 23
19º ABC de Natal 22
20º Mogi Mirim 22

11. Oeste 2 x 1 Boa Esporte 1

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018