Elisângela encontra abrigo em São Bernardo

 Extra!
novembro 12
20:15 2015

A Confederação Brasileira de Vôlei classifica cada atleta num ranking que parte do zero e vai até o nível 7. A oposta Elisângela está lá embaixo nessa escala, apenas 1 pontinho. No entanto, por conta desse ranking ela quase se viu obrigada a se aposentar do vôlei. A jogadora fez uma boa temporada no Vôlei Nestlé até o título paulista, mas por conta desse 1 ponto não tinha mais espaço em Osasco.

O regulamento da CBV fixa que cada clube tenha, no máximo, atletas que somem o total de 43 pontos para a disputa do nacional. Com Elisângela no quadro o vôlei de Osasco ultrapassava esse limite. Por conta disso, a oposta ficou sem clube e entrou em desespero ao ver a aposentadoria forçada.

Mas nesse ínterim surgiu o São Bernardo. Nesta quinta-feira ela se apresentou no Baetão para o primeiro treino e já com pose de xerifona, dada a larga experiência que tem aos 37 anos.

Ela sabe que deixou uma equipe favorita ao título da Superliga para disputar a temporada por uma que vai brigar para terminar numa boa colocação intermediária. “Nosso objetivo é estar entre as oito melhores”, confirmou.

O São Bernardo é comandado pelo técnico e ex-jogador William Carvalho, sendo que a estreia no campeonato está agendada para sábado agora e contra o atual vice-campeão paulista, o Sesi. O jogo será às 14h45 e na casa do adversário, o ginásio da Vila Leopoldina.

O Vôlei Nestlé estreou anteontem na Superliga e com 3 a 1 sobre o Rio do Sul, jogo disputado no Liberatão de Presidente Altino, e as atletas de Osasco prestaram homenagens à oposta Elisângela, que estava rumando para a nova equipe (foto acima). Todas ficaram felizes mesmo, pois a bronca era geral em razão da aposentadoria forçada da jogadora. Mas com a ida de Lili para o São Bernardo, só alegira. (Márcio Silvio)

12. Elisângela_July Stanzioni

Sobre o Autor

admin

admin