Da cela comum em Zurique ao 10 estrelas da 5ª Avenida

 Extra!
novembro 05
00:01 2015

Toda movimentação do ex-presidente da CBF aconteceu em jogadas muito bem organizadas pelos advogados de José Maria Marin. Quando deixou a cela comum na prisão em Zurique, ele foi transportado para os Estados Unidos na 3ª feira e para um dos mais luxuosos prédios de Manhattan.

Marin foi preso na Suíça por envolvimento em corrupção, e com ele outros dirigentes do futebol mundial. O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol foi detido em 27 de maio e cumpria pena numa cela comum onde havia apenas uma pia e cama – sem banheiro privativo.

José Maria Marin está com 83 anos e agora cumpre prisão domiciliar. Daquela cela comum em Zurique, hoje ele acomoda-se na Trump Tower – tem apartamento lá. E isso é privilégio para pouquíssimos no planeta.

O acordo conseguido pelos advogados foi aceito pela Justiça e o brasileiro pagou fiança de cerca de R$57 milhões (US$15 milhões) pela prisão em casa. Ao desembarcar de Zurique ele foi levado por dois agentes do FBI para o tribunal no Brooklyn onde seguiu as orientações dos advogados declarando-se inocente de todas as acusações.

Feito esse protocolo, o ex-dirigente foi liberado pela fiança milionária e retornou para o palacete que fica na 5ª Avenida – com vista para o Central Park. A Trump Tower é um dos cartões postais de Nova Iorque.

O arranha-céu leva o nome de Donald Trump, que está na fileira para candidatar-se à presidência dos EUA. Ele construiu a Trump Tower em 1983. A cobertura da TT e que pertence ao proprietário, tem apenas três andares.

O apartamento de Marin está avaliado em cerca de R$9,9 milhões, no momento. Na Trump Tower só desfilam celebridades milionárias. Além dos apartamentos fora de série, há escritórios, lojas e restaurante – tudo 5 estrelas e para mais. Ser apenas rico não basta para frequentar esse lugar.

Como prisioneiro doméstico, o ex-presidente é monitorado todo o tempo pela polícia, ficando nesse procedimento até 16 de dezembro, data da próxima audiência. Ele responde por envolvimento em propinas milionárias e com vendas irregulares para a Copa América e Copa do Brasil em várias edições. (Márcio Silvio)

04. Trump Tower 2

Sobre o Autor

admin

admin