Com uma a menos, São José bate Audax e parte em busca do tri

agosto 24
18:30 2015

Jogo na casa do Audax, mas o placar e festa foram do adversário. O São José precisava do empate para se classificar, mas fez 1 a 0 e vai reforçado para a final do Campeonato Paulista de Futebol Feminino.

Ontem no Rochdalão, o time do Vale do Paraíba soube administrar a vantagem, já que vinha de vitória por 1 a 0 na partida de ida. O Audax precisava correr muito e contra o tempo para mudar a história – bastava vencer por diferença de um gol que ficava com a vaga, pois fizera melhor campanha na fase de classificação.

Mas o São José jogou com inteligência e soube dar conta do pavor local. Foi tocando a bola com paciência até aos 39 minutos do 1º tempo, quando o lance se abre para a meia Gabi Portilho mandar ver e marcar 1 a 0 – ela bate de fora da área, chute rasteiro e que ganha o canto direito da goleira Monique.

Esse gol matou a pau, já que Osasco agora precisava de dois de diferença para se classificar. O time foi com tudo na etapa final, mas tinha pela frente um São José consciente e dono do pedaço. Mesmo jogando no Rochdalão, a equipe do Vale tocava a bola como se ali fosse a própria casa, mesmo tendo perdido uma jogadora.

A volante Pepê já havia tomado cartão amarelo e voltou a fazer falta dura, isso aos 30 segundos da etapa final. Sem conversa, a arbitragem mostrou o vermelho e deixou o São José com um a menos, dando mais opções de jogo para o Audax. No entanto, mesmo contando com uma jogadora a mais em todo 2º tempo, a equipe da casa não teve eficiência para chegar ao gol adversário.

Ao ver a expulsão de Pepê, o técnico do Audax, Arthur Elias, sacou a lateral Suellen e reforçou com a atacante Byanca Brasil. Era tudo ou nada para Osasco e o treinador queria o time mais ofensivo. E deu certo com chegada forte aos 9 minutos, ataque maciço do Audax, bola tocada e com a goleira Andrea Tovar já batida – mas antes de a bola cruzar a linha do gol, chega a zagueira Gislaine em cima da risca e evita o empate.

O São José estava muito bem treinado para suportar a carga osasquense, mas não contava com expulsão alguma. Isso forçou sobremaneira as jogadoras porque o Audax dava aquele blitz. Mesmo assim a equipe do Vale teve gás para pegar dois bons contragolpes com a atacante Alanna, e já no finalzinho com  Carlinha quase fechando a tampa – pega cruzamento na área, mas erra na finalização. (Márcio Silvio)

 

NOTINHAS
– o São José enfrenta o São Paulo na final, sendo que o segundo jogo será em São José dos Campos.
– é quarta final da equipe do Vale do Paraíba, que foi campeão em 2012 e no ano passado.
– a técnica Emily Lima tocou o São José com Andrea Tovar; Raquelzinha, Gislaine, Bagé e Yasmin; Edna Baiana (Paulinha), Pepê, Monique Peçanha (Mariana) e Gabi Portilho (Sandra); Alanna (Renata Diniz) e Chu (Carlinha).
– o Audax do técnico Arthur Elias caiu com Monique; Leidiane, Jack, Pardal (Ester) e Suellen (Byanca Brasil); Mayara, Duda, Patrícia Sochor (Marjorie) e Juliete; Grazi e Gabi Nunes.

Na final contra o São Paulo, 2º jogo será no Vale. (Fotos, Fábio Moraes)

Festa do São José em gramado osasquense. (Fotos, Fábio Moraes)

Sobre o Autor

admin

admin