CBF NA MIRA: Polícia Federal já está lincada com FBI

 Extra!
Maio 28
17:14 2015

Os arquivos estão sendo vasculhados e todas negociações da Confederação Brasileira de Futebol devem ser retiradas dos cantinhos secretos. Se o Justiça brasileira não tinha forças para mexer nessas gavetas, agora vai com tudo porque o tsunami vem dos Estados Unidos, já que o FBI está espalhando o frango nos corredores da Fifa.

Como penas vão voar também na CBF, naturalmente que os federais americanos já estão com a lupa voltada para o Rio de de Janeiro. E para dar conta disso, o FBI troca informações com a Polícia Federal. Ou seja, o cerco para cima da CBF é tipo peso pesado e que promete não deixar escapar nada.

Nos EUA, o caso de polícia coloca em xeque, por exemplo, as edições da Copa do Mundo (inclusive a do Brasil), bem como as duas edições que virão – 2018 e 22. As suspeitas são de votos comprados, cartas marcadas, tudo previamente acertado mas, obviamente, com bônus e premiações para todos que votaram. Resumindo, tudo comprado. E como a Copa do Mundo aqui entra na investigação, isso significa CBF no pavor. Depois das prisões de ontem, o cerco iniciou com a Polícia Federal fazendo buscas e apreensões de materiais na agência de marketing esportivo Klefer.

A Klefer é uma das fortes parceiras da CBF e entrou em ação com o suporte do FBI, a partir das denúncias do empresário J. Hawilla, que fez acordo de delação premiada – ele é dono da Traffic, empresa que detinha poderes comerciais na Conmebol e Concacaf.

Essa empresa está arrolada como pagadora de propinas de comercialização para a Copa do Brasil 2015 – negócios garantidos para até 2022. Kleber Leite é o dono da Klefer e nega qualquer rolo, e devolve as denúncias dizendo que Hawilla está com problema de saúde. Kleber Leite é ex-presidente do Flamengo e garante que a empresa está cem por cento aberta às investigações. A próxima busca da Polícia Federal será a imponente CBF.

Lembrando que amanhã tem eleições presidenciais da Fifa. Não haveria problema algum para a situação, mas desde ontem e com essa sujeira à tona, o quadro muda. E quem se apresenta com força de mudança é a Uefa, entidade presidida por Michel Platini. A Uefa tem um candidato, o príncipe jordaniano Ali Bin Al Husein, 39 anos, como oposição ao atual presidente Joseph Blatter. (Márcio Silvio)

Sede da CBF ontem, com o nome de José Maria Marin batizando o prédio.

CBF ontem, com o nome de José Maria Marin batizando o prédio.

Agora, já sem o nome do ex-presidente.

Agora, já sem o nome do ex-presidente.

Príncipe jordaniano Ali Bin Al Husein é o candidato da Uefa a presidente da Fifa - a Uefa é presidida por Michael Platini.

Príncipe jordaniano Ali Bin Al Husein é o candidato da Uefa a presidente da Fifa – a Uefa é presidida por Michel Platini.

 

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018