CBF ganha mais um round contra CPI

setembro 01
22:39 2015

O duelo não tem previsão de terminar, mas round a round a Confederação Brasileira de Futebol vai vencendo o combate por pontos contra a CPI. O ex-jogador Romário, agora senador e presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, acionou o Supremo Tribunal Federal para ter acesso aos arquivos proibidos da CBF.

Poderia ser o golpe de direita capaz de abalar toda estrutura da entidade, mas acontece que o departamento jurídico mostrou grande habilidade na esquiva e conseguiu desviar a CBF desse ataque. O resultado é que o pedido de proteção encaminhado ao STF foi aceito nesta tarde. Uma terça-feira de festa para a CBF, que segue intocável e dona absoluta dos poderes no Brasil.

A CPI queria ter acesso aos acordos de patrocínios, publicidade, direito de transmissão, viagens, hospedagens, etc.. “Defiro a medida acauteladora, suspendendo, em relação à impetrante, os efeitos da aprovação do Requerimento nº 31/2015, no âmbito da denominada ‘Comissão Parlamentar de Inquérito do Futebol”, divulgou nota do ministro Marco Aurélio Mello.

A derrota da CPI do Futebol no STF deve-se à boa guarda da confederação, que na última sexta-feira entrou com processo para anular as investigações, que também trataria de vasculhar todos os repasses da entidade às federações, bem como aos dirigentes imediatamente ligados. (Márcio Silvio)

Sobre o Autor

admin

admin