Basquete campeão e 100% Osasco

 Extra!
dezembro 08
17:45 2015

Osasco teve apenas duas equipes medalhas de ouro nos Jogos Abertos de Barretos, o handebol masculino e o basquete masculino. O handebol é mesmo um das potências, vestiu a camisa da cidade via contratações de fora – todas cidades fazem isso, ou seja, montam equipes contratando atletas apenas para competições como Regionais e Abertos. No caso do handebol, Osasco fechou com vários atletas do Hebraica.

Isso não tira nenhum mérito, como já foi dito faz parte do jogo e, assim, as cidades que podem contratar se dão mesmo muito bem nos Regionais, principalmente nos Abertos. Por outro lado, não vale para todas modalidades. Osasco tem equipes domésticas e uma delas foi ao pódio de ouro dos Jogos Abertos. O basquete masculino é modalidade 100% Osasco e com um projeto importante na cidade há três temporadas.

Nos Jogos Abertos, a moçada do basquete deixou para trás equipes fortíssimas como as de São Bernardo, Piracicaba, São José do Rio Preto e Franca – que dispensa comentários. “Tudo isso é fruto de muito trabalho”, festejou João Ricardo, supervisor da modalidade.

Se o basquete tem a cara de Osasco, João Ricardo está contido nessa imagem porque vem lá das bases do basquete da cidade, chegando a disputar Jogos Regionais e Abertos. Por conta da longa vivência que teve no garrafão, e por ter encontrado no basquete uma oportunidade social, João Ricardo sonhava com um projeto forte na cidade, sonho que agora ele vê realizado.

Quando foi diretor de Esportes da Secretaria de Esportes, anos atrás, ele teve condições de estruturar o projeto que inicialmente seria com a categoria feminina. Mas logo surgiu a possibilidade com o masculino e o projeto entrou em ação. A chegada do técnico Enio Vecchi, amigo de longa data de João Ricardo, foi a cesta de placa que faltava para o basquete masculino decolar.

A modalidade fez uma excelente campanha no Campeonato Paulista, foi vice-campeã dos Jogos Regionais e, agora, fecha a temporada com o título dos Jogos Abertos. João Ricardo destaca um planejamento rigoroso e muita competência profissional, dentro e fora de quadra.

 “Depois do Paulista nós perdemos cinco jogadores, mas conseguimos trazer novas peças e à altura de uma grande equipe como é o basquete de Osasco”, completa o supervisor. Reforçando, apenas duas equipes de Osasco foram ouro nos Jogos Abertos de Barretos, e dessas duas, o basquete masculino merece destaque especial por ser um projeto cem por cento da casa. (Márcio Silvio)

Sobre o Autor

admin

admin