5 JOGOS: Rio amplia tabu sobre Osasco

 Extra!
dezembro 19
15:52 2015

Já faz algum tempo que o torcedor de Osasco não sabe o que é fazer festa em cima do Rexona Rio. Com a vitória de ontem na casa do Vôlei Nestlé, a equipe carioca bateu o 1º turno da Superliga Feminina e aumentando o tabu sobre o principal rival – agora são cinco vitórias seguidas. No Liberatão de Presidente Altino, o Rio confirmou-se líder do nacional com 29 pontos para 10 vitórias e apenas uma derrota, e o Vôlei Nestlé se mantém em 3º lugar com 8 vitórias e 3 derrotas, 22 pontos.

No clássico, cinco campeãs olímpicas: Thaísa, Adenízia e Dani Lins por Osasco; Natália e Fabi pelo Rio. Destacando também a figura sempre forte de Camila Brait, líbero de Osasco e titular da seleção brasileira, mais a levantadora Dani Lins, igualmente da seleção. Portanto, um jogo que realmente reúne estrelas do vôlei brasileiro. Do lado osasquense, a cubana Kenya Carcaces foi o grande nome, dando pressão e dificultando as coisas para o adversário; do lado carioca era a a ponteira Gabi que apavorava geral.

De volta ao tabu imposto pelo Rexona Rio, vem desde o ano passado, 2º turno da Superliga quando Osasco bate o rival em 14 de março. Na sequência o Rio daria o troco com vitórias em série, incluindo a final do Sul-americano. No mais, o time amplia o saldo histórico entre as equipes – agora são 76 jogos na Superliga e o Rexona conta 43 vitórias para 33 de Osasco.

No pega de ontem, de cara o time de Bernardinho mostrou que não era líder sem motivo, abrindo logo 5 pontos no 1º set. Osasco não se acertava e o técnico Luizomar de Moura não conseguida arrumar a casa. Mas depois de pedir o segundo tempo ele deu um jeito na bagunça e Carcaces começou a aparecer. Enquanto a cubana arrepiava na rede, a líbero Camila Brait dava moral com defezaças.

Mas não deu. Ainda que crescendo no placar, o vôlei de Osasco parou no bloqueio carioca e o 1º set foi para o saco com o Rexona fazendo 25 a 21, e com a ponteira Natália sendo destaque na parte final.

Osasco iniciou o 2º set mais ofensivo e tomando a dianteira e chegou à primeira parada técnica com 8 a 7. No entanto, no segundo stop o Rio já estava na frente com 16 a 15. Mas tem Osasco vivíssimo da silva e reagindo com a central Adenízia, que no ponto de decisão do set acerta a mão e vira o placar para 21 a 19.

Acontece que o Rio tem um estilo frio, não se abala e sabe muito bem tirar proveito dos erros adversários. Foi assim que começou a reação e a partir dos saques forçados de Carol. Então o bloqueio começou a pegar, a recepção valorizou a posse de bola e, para desespero da vibrante torcida local, eis o Rexona fechando a conta do 2º set por 29 a 27, e mais uma vez com Natália voando baixo.

Foi a gota. A torcida sentia que não daria mesmo, como não deu. No 3º set o Rio jogou suave e o suficiente para se manter na frente até embrulhar o Vôlei Nestlé com 25 a 20. A melhor do clássico? A carioca Gabi – a ponteira jogou muito mesmo e também foi a que mais acertou, 19 pontos.

“Sabíamos que seria um jogo difícil e estudamos bastante a equipe delas”, comentou Gabi. “Jogamos bem taticamente e tanto nosso ataque como o bloqueio funcionaram bem. Ainda cometemos alguns erros que não podem acontecer, mas estamos no caminho certo.”

D outro lado, lamentação da líbero Camila Brait: “Tivemos um bom momento no segundo set quando estava 23 a 21 e não conseguimos ganhar. Estamos deixando de aproveitar as oportunidades. Temos que aprimorar todos os fundamentos, principalmente o saque”, avaliou a titular da seleção.

O Vôlei Nestlé passa o fim de semana com a cabeça quente, mas na terça-feira volta à ação para fechar o 1º turno, sendo que a equipe de Osasco tem a oportunidade de encerrar a fase se reabilitando diante da torcida – às 19h30 recebe Bauru no Liberatão. No mesmo horário, o líder Rexona estará jogando contra Valinhos, na casa do adversário.

O técnico Luizomar de Moura perdeu ontem com Dani Lins, Van Hecke, Carcaces, Gabi, Thaisa e Adenízia, mais Camila Brait; ainda com Suelle, Ivna e Diana. E o irreverente Bernardinho fez a festa com Thompson, Lorenne, Gabi, Natália, Juciely e Carol, mais Fabi ; além de Roberta, Drussyla e Régis.

Além de Vôlei Nestlé 0 x 3 Rexona Rio, ontem teve Praia Clube 3 x 0 Rio do Sul; e hoje segue com Pinheiros x São Caetano às 15h, mais Sesi x Bauru, 18h; e no domingo tem Minas x São Bernardo, às 17h. (Márcio Silvio)

Adenízia entre a ponteira Gabi e a levantadora Dani Lins: central fez aniversário ontem e queria a vitória como bolo, mas não deu.

Adenízia entre a ponteira Gabi e a levantadora Dani Lins: central fez aniversário ontem e queria a vitória como parabéns.

Ponteira Gabi matou geral no Liberatão.

Ponteira Gabi matou geral no Liberatão.

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018