QG Notícias

VÍDEO DA HORA: 68 anos de república e feriado do tamanho da China para celebrar

 Extra!
VÍDEO DA HORA: 68 anos de república e feriado do tamanho da China para celebrar
outubro 01
17:22 2017

São 68 anos da China como república e as comemorações vão até o dia 8. A 2ª maior economia do mundo está em festa, sendo que na quarta-feira tem o supertradicional Festival do Médio Outono, comemoração que segue o calendário lunar. Por conta desse longo feriado, o número de turistas é mesmo uma avalanche.

Na famosa praça Tian´anmen, em Beijing, uma cesta gigantesca de flores e frutos toma conta – a são 17 metros de altura para 50 metros de largura. Essa decoração na capital chinesa vem desde 1986, mas cada cidade tem estilo próprio de marcar as festividades. Cita-se a praça Tian´anmen porque foi lá, em 1º de outubro de 1949 que a bandeira da nova república foi hasteada pela primeira vez.

Quanto à política interna, toda vez que algum evento nacional toma conta do país, há movimentos de protestos contra o governo de Beijing. Neste domingo a chuva foi forte em Hong Kong, mas isso não impediu que cerca de 5 mil manifestantes protestassem contra o continente. Desde que Hong Kong encerrou os 155 anos de domínio britânico em 1997, vive agora a mais importante crise política e que estourou em 2014 – contra o projeto de reforma eleitoral que parte da capital.

No cenário internacional, o país vive um momento de divergência com a ideológica Coreia do Norte por conta dos testes nucleares e insistentes provocações de guerra envolvendo Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos.

O governo chinês surpreendeu ao determinar fechamento de empresas norte-coreanas no país, ato que não teve protestos de Pyongyang. A decisão de quinta-feira tem a ver com as sanções do Conselho de Segurança da ONU contra o programa nuclear do regime de Kim Jong-un.

A China fecha a venda de gás natural e corta a importação da indústria têxtil, de carvão, de ferro, de chumbo e de mariscos da Coreia do Norte; já a partir de janeiro vai reduzir a venda de petróleo refinado.

De volta ao feriado, o governo espera um mar de visitantes durante a chamada Semana Dourada. A Administração Nacional de Turismo estima que nesses oito dias de feriadão, mais de 700 milhões de turistas gastarão cerca de US$90 milhões.

Desde sexta-feira que as principais cidades registram movimentação intensa, passagens ferroviárias e aéreas não dando conta da demanda principalmente em Beijing, Shanghai e Hangzhou. Ainda segundo a ANT, os principais pontos de turismo dos chineses para fora do país são Tailândia, Singapura e Japão.

Na cerimônia deste domingo na praça de Tian´anmen, mais de 15 mil chineses aplaudiram a cerimônia do içar da enorme bandeira, ato que repete aquele que marcou o início da república 68 anos atrás.

 

 

 

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio