Sob gritos por justiça, jovens são sepultados em Carapicuíba

setembro 21
16:51 2015

Fim de semana dramático em Carapicuíba, recolocando a região no mapa da chacina na Grande São Paulo. Ontem de manhã foram enterrados os quatro jovens fuzilados na madrugada de sábado. No cemitério da Cidade Ariston, o que se ouviu durante o tempo todo foram gritos por justiça.

Todos os quatro eram bem jovens mesmo e foram sepultados próximos uns dos outros. Como trabalhavam numa pizzaria, cerca de 30 motoqueiros foram ao cemitério em buzinaço para a despedida. E havia cartazes protestando contra a violência e muitos adolescentes com o rosto pintado.

Matheus Moraes dos Santos tinha apenas 16 anos, assim como Douglas Bastos Vieira; José Carlos Costa do Nascimento estava com 17 e Carlos Eduardo Montilha tinha 18 anos, e nenhum deles com antecedentes criminais. Os quatro foram executados sumariamente e encontrados de bruços com as mãos na cabeça. No mais, a chacina aconteceu não muito distante do bar em Osasco, palco de uma das maiores execuções do ano e que ainda seguem sem solução.

No local, a polícia colheu cápsulas de pistolas 380, calibre que bate com algumas encontradas nos ataques de 13 de agosto em Osasco e em Barueri. Sérgio Ribeiro é o prefeito de Carapicuíba e, em nota de pesar, disse que a cidade inteira está de luto.

“Nossos jovens merecem viver e ter dignidade”, declarou o prefeito. “Fatos como este não podem passar despercebidos e a sociedade precisa refletir sobre a importância da família, da cultura de paz e que é preciso dar oportunidade de uma vida melhor aos nossos jovens.” (Márcio Silvio)

Um sepultado próximo do outro. Prefeitura emite nota declarando luto. (Foto, Marco Ambrósio)

Os quatro adolescentes, um sepultado próximo do outro.  (Foto, Marco Ambrósio)

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018