QG Notícias

Prefeitura de Hortolândia inova com kung fu para a moçada mais vivida

 Extra!
Prefeitura de Hortolândia inova com kung fu para a moçada mais vivida
julho 17
20:29 2017

Um projeto bem legal estreia agora em Hortolândia, região de Campinas, pois a prefeitura adota o kung fu para a Terceira Idade. Isso mesmo, a moçadinha mais bem vivida ganha esse milenar método esportivo para reforçar o bom estado físico e mental.

A primeira aula de kung fu acontece no próximo dia 4 no Centro de Convivência da Melhor Idade, Remanso Campineiro.

Claro que trata-se de um kung fu adaptado, metodologia criada pelo mestre Dirceu Gonçalves dos Santos, atleta com vários títulos nos mais de 20 anos de arte marcial.

“O kung fu ajuda no autoconhecimento, além de trabalhar o foco e a concentração”, justifica o mestre, acrescentando que a disciplina e os valores filosóficos dessa arte marcial chinesa também serão ferramentas espetaculares para os alunos.

Naturalmente que o principal documento para inscrição no kung fu adaptado é o exame médico. Todo praticante precisa ter um acompanhamento de saúde muito bem atualizado. E isso não é porque se trata da Terceira Idade, pois muitos praticantes jovens são vítimas de algum problema sério e pelo simples motivo de não fazerem exames regulares.

Toda academia cobra atestado de saúde do atleta a cada renovação de contrato. Assim, para a moçada da Melhor Idade esse quesito também é indispensável.

Com o acompanhamento médico em dia, então é só ir para as aulas. Rogério Mion é o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social de Hortolãndia, e destaca que aposta no projeto para essa idade porque o kung fu ajuda no equilíbrio, na mobilidade e nos reflexos.

 

NOTINHAS
– mestre Dirceu Gonçalves dirige academia que leva o nome dele, situada na rua Aguinaldo Gomes Cardoso, Hortolândia.
– ele ensina o estilo shaolin tradicional e com foco muito forte no sanda, que é o kicboxing do kung fu, trocação pura.

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio