OSASCO: Secretário de Segurança desautoriza seccional e plantão policial volta a funcionar

Janeiro 22
22:11 2016
“O agente público tem que trabalhar com os recursos humanos que tem”, disse o secretário de Segurança Pública
O secretário da Segurança Pública prometeu revogar portaria que suspendia o plantão do 1º Distrito Policial de Osasco e disse que o delegado seccional não teve bom senso nem capacidade administrativa para gerenciar os recursos. Segundo Alexandre de Moraes, a revogação sairá no Diário Oficial já nesta sexta (22).
A portaria DSPO-01 foi publicada pelo delegado Mauro Guimarães Soares na edição de terça-feira (19) no Diário Oficial do Estado de São Paulo. Soares resolveu extinguir o plantão do primeiro DP de Osasco às madrugadas (das 20h a 9h), aos fins de semana e feriados. Ele alegou que há falta de escrivães na cidadeCom isso, a cidade de 700 mil habitantes ficaria apenas com duas delegacias abertas nesses períodos. Mas após a suspensão da medida, serão três DPS abertos no período.Entretanto, se levado em conta o que diz o delegado na polêmica portaria, as três delegacias ainda não são suficientes. “Há uma significativa quantidade de bairros circundados por áreas livres, cujos moradores não dispõem de meios para eventuais deslocamentos as unidades policiais longínquas, para o respectivo registro das ocorrências, se assim for necessário”, afirma Soares na nota. “Está faltando bom senso para o delegado que editou essa portaria. É uma anomalia. Já determinei a imediata revogação”, garantiu Moraes.

O chefe da SSP também ameaçou o cargo do delegado de Osasco. “Vamos apurar as causas que fizeram com que esse delegado editasse essa portaria. Se o delegado seccional não tem condições de administrar os recursos humanos que ele possui, não pode continuar como delegado seccional”, afirmou. Moraes entende que Soares deveria saber lidar melhor com os recursos disponíveis. “Nós todos temos restrições. Todo agente público tem restrições orçamentárias. Todos sabemos que o País vive uma crise imensa, consequentemente, o orçamento é menor para todas as áreas”, disse Moraes, garantindo que “vem sendo realizada” a reposição de pessoal na Polícia Civil.

O secretário afirma ainda que acelerou todos os concursos desde que assumiu a pasta e aguarda homolgações para dar posse a 780 escrivães, além de 129 novos delegados e “quase dois mil investigadores”.

A reportagem está tentando contato com o delegado Mauro Guimarães Soares, mas ele ainda não foi encontrado.

Com reportagem e entrevista do repórter Jovem Pan Tiago Muniz

Sobre o Autor

admin

admin