Mobilidade urbana: marcas de carros nas bicicletas

 Extra!
Abril 06
14:15 2015

No exterior a Audi investe no mercado da bicicleta não é de agora, assim como Porsche e BMW. O movimento é novo no Brasil, sendo que no ano passado a Volkswagen lançou a marca na popular magrela.

No entanto, o mercado tenta se recuperar de queda de 10% no ano passado, ainda que as importações tiveram leve alta após dois anos de baixa.

Mas 2015 tem um começo mais animador para a Associação dos Fabricantes de Bicicleta, com as vendas em alta nas principais capitais.

Segundo dados da Abraciclo, a população de baixa renda é o principal cliente – pessoas que moram em áreas rurais ou em polos industriais.

Acontece que com o crescimento da renda, o cidadão de baixa renda vem trocando a bicicleta pela moto, e esse movimento vem dando espaço para o crescimento da bicicleta nos grandes centros.

Por questão da mobilidade urbana, as máquinas estão sendo trocadas pela bicicleta e, portanto, é nesse novo mercado que as marcas de automóveis estão entrando.

Depois da Volkswagem, agora é a Chevrolet que carimba a marca no mercado, e essas bicicletas de grife custam mais de R$3 mil, e com as vendas em crescente.

O município de São Paulo tem 263 quilômetros de ciclovias, e nas cidades da região Oeste da Grande São Paulo essa necessidade começa a fazer parte da mobilidade. (Márcio Silvio)

FS Mountain Bike da Porche.

FS Mountain Bike da Porche.

O requinte da Audi.

O requinte da Audi.

A dobrável da General Motors, entrando neste ano no mercado.

A dobrável da General Motors, entrando neste ano no mercado.

Essa é da VW, lançado ano passado.

Essa é da VW, lançado ano passado.

 

CONTAGEM PARA 2018