Justiça marca para dezembro o julgamento do empresário de Osasco que estrangulou a esposa

 Extra!
Justiça marca para dezembro o julgamento do empresário de Osasco que estrangulou a esposa
novembro 05
23:09 2017

Perto de completar quatro anos o caso está definido pela Justiça e vai a julgamento em 14 de dezembro no Plenário do Tribunal do Júri em Natal, Rio Grande do Norte. Foi lá que aconteceu o crime, onde o empresário Alexandre Furtado Paes passava férias com a família.

Na época ele tinha academia no Km 18, zona Sul de Osasco, e na manhã de 28 de dezembro de 2013 ele pediu socorro alegando que a esposa teria caído no banheiro e estava desacordada – num hotel. Fabiana Caggiano foi socorrida pelo Samu e cinco dias mais tarde, 2 de janeiro de 2014, morreu na UTI de um hospital na capital potiguar.

Vinte e um dias depois sairia os laudos do Instituto Técnico-Científico de Perícia, revelando que a mulher fora morta por estrangulamento. Diante disso, o delegado Frank Albuquerque definiu o caso como homicídio mas o empresário já havia dado fuga.

Alexandre Passos conseguiu se esconder da captura por mais de dois anos, sendo preso em 30 de novembro de 2015 em Ibiúna/SP (acima). De lá foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, região metropolitana de Natal.

Agora vem a decisão do juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, da 3ª Vara Criminal, para mandar o réu a júri popular, encaminhamento aceito e marcado para 14 de dezembro pelo juiz Geomar Brito Medeiros, presidente do 2º Tribunal do Júri.

 

Laudo da perícia.

 

Fabiana era campeã de fisiculturismo.

 

O casal compartilhava muitas fotos nas redes sociais.

 

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio

CONTAGEM PARA 2018