Hospital Antonio Giglio avança com cirurgias por videolaparoscopia

junho 23
01:06 2015

Parceria entre a Prefeitura de Osasco e Fundação do ABC, o Hospital Municipal Central Antonio Giglio acaba de implantar serviço de cirurgias por videolaparoscopia. Minimamente invasiva, a técnica substitui grandes cortes na região abdominal por três pequenos furos, pelos quais a cirurgia é realizada através de um aparelho com mecanismo ótico. O procedimento todo é acompanhado por um monitor e deixa cicatrizes mínimas, praticamente imperceptíveis. Além disso, outras vantagens são menor tempo de internação, diminuição da dor no pós-operatório, recuperação e retorno mais rápido ao trabalho e às atividades cotidianas.

O primeiro paciente beneficiado pela técnica no Hospital Antonio Giglio foi operado em 18 de junho para retirada da vesícula – colecistectomia. Nas cirurgias abertas, o tempo de internação seria de 3 a 4 dias. No caso da videolaparoscopia, o procedimento ocorreu no período da manhã e o paciente teve alta hospitalar no mesmo dia.

“É a primeira vez que o Hospital Antonio Giglio recebe esse tipo de investimento, que certamente trará grandes benefícios à população de Osasco”, comemora o superintendente da unidade, Dr. Alessandro Neves, que detalha: “A videolaparoscopia, também conhecida como videocirurgia ou simplesmente laparoscopia, pode ser utilizada em muitos setores da medicina. Em Osasco, inicialmente vamos focar as áreas de Cirurgia Geral, para retirada da vesícula, e Ginecologia, em cirurgias de ovário e laqueadura”.

Segundo o superintendente do hospital, a videolaparoscopia no hospital “Antonio Giglio” não é uma opção cirúrgica, mas sim a regra para os procedimentos. “A partir de agora, 100% das cirurgias de vesícula, ovário e laqueadura serão feitas por vídeo. Trata-se de um avanço muito grande e queremos que esse benefício seja estendido a todos os usuários que necessitam desses procedimentos. As únicas exceções serão os casos em que, por razões médicas, a laparoscopia não estiver indicada”, garante Dr. Alessandro Neves.
Além dos amplos benefícios relacionados à recuperação do paciente e à estética, a videolaparoscopia diminui os custos hospitalares de internação, pois o paciente tem alta mais rápido, e libera vagas para que novos casos sejam atendidos. Outro ponto positivo é o aspecto socioeconômico, levando em consideração a antecipação do retorno ao trabalho. (Secom)

Sobre o Autor

admin

admin

CONTAGEM PARA 2018